domingo, 29 de maio de 2022

Um ano sem Mário Lanznaster

*Autores: NEIVOR CANTON e MARCOS ANTÔNIO ZORDAN

Presidente e vice-presidente da Cooperativa Central Aurora Alimentos

Há um ano, em 18 de outubro de 2020, desaparecia o líder cooperativista Mário Lanznaster depois de quase 50 anos dedicados ao cooperativismo catarinense.

Nasceu no Vale do Itajaí, graduou-se na capital do Rio Grande do Sul, mas exerceu todas as suas habilidades profissionais e de liderança no oeste de Santa Catarina. Mário superou as dificuldades de uma infância de privações, obteve formação universitária com muito esforço e dedicou-se a vida inteira pelo que mais amava fazer: trabalhar. Encontrou no cooperativismo o campo fértil para derramar todo seu talento e seu arrojo como empresário rural, engenheiro agrônomo, gestor e estrategista.

O caminho inexorável da história revelará oportunamente, em toda a sua grandiosidade, a importância do papel de Lanznaster na modernização da agricultura, da pecuária e da agroindústria de processamento de grãos, leite e carne no sul do Brasil. Em 1968 iniciou como extensionista rural da extinta Acaresc (atual Epagri), um arrojado processo de modernização da arcaica suinocultura que se praticava na região. Seu trabalho destacou-se de tal forma que em 1974 aceitou exercer o cargo de assessor técnico da Cooperativa Central Oeste Catarinense (hoje, Cooperativa Central Aurora Alimentos).

Nunca mais se afastou do cooperativismo. Nesse episódio extremamente importante do desenvolvimento econômico barriga-verde, a trajetória de Lanznaster cruzou com a do inesquecível e emblemático precursor do cooperativismo Aury Luiz Bodanese. Ambos atuaram para erigir dois colossos do cooperativismo brasileiro: a Cooperalfa (uma das maiores cooperativas brasileiras do ramo agropecuário) e a Aurora Alimentos (a segunda maior cooperativa central do País e terceiro conglomerado da indústria da proteína animal).

Ao lado de Bodanese, Mário realizou um grande sonho e ajudou a construir um moderno parque agroindustrial para processamento das matérias-primas vindas do campo – missão que coube à Aurora. Esse fenômeno foi vital para a independência dos produtores rurais, sem dúvidas a maior conquista obtida pelo cooperativismo, pois os produtores deixaram de ser simples fornecedores de insumos e matérias-primas para liderar as longas cadeias produtivas ancoradas no multifacetado agronegócio verde-amarelo.

Uma característica que tornava singular a presidência de Lanznaster era a privilegiada condição de dominar profundo conhecimento sobre duas etapas essenciais da moderna agroindústria: a produção à campo e o processamento na indústria. Em decorrência da experiência, da prática e do estudo, ele conjugava esses dois imensos e complexos universos que envolvem sanidade, genética, manejo, equipamento, aditivos, embalagens e milhares de fatores que compõem a produção de alimentos seguros e de alta qualidade.

A valorização do trabalho, o amor à família, o apego à terra, a permanente busca da atualização científica e tecnológica, a oportunidade que sempre ofereceu aos jovens no campo e na indústria e a importância que dedicava aos colaboradores e cooperados revelam em Lanznaster uma liderança atual e sintonizada com os novos e desafiadores tempos. Aos 80 anos de vida, quando a Mãe Terra o chamou para descansar, Lanznaster ainda vivia, em toda a sua plenitude, o vigor espiritual e intelectual para novos, contemporâneos e necessários planos e projetos – para a Aurora, para a comunidade e para a região.

Continuar a obra de Bodanese e Lanznaster e dar cada vez mais eficiência e prosperidade ao cooperativismo em favor de milhares de famílias do campo e da cidade será a melhor forma de honrar sua memória e seus feitos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine a nossa newsletter.

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista AviSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

revista01

Avicultura de corte brasileira chegou a novos e inéditos resultados em 2021

Revista do AviSite faz um balanço do ano de 2021 trazendo os números de alojamento de matrizes de corte, produção de pintos de corte, produção, exportação e disponibilidade de carne de frango e disponibilidade per capita aparente de carne de frango. Página 22.

revista02

Influenza Aviária: os reais perigos dos novos surtos de H5N1

Com o crescimento de casos da cepa H5N1 em todo o mundo, aumenta a preocupação em manter o Brasil livre da enfermidade. Portanto, especialistas alertam para a necessidade de manutenção dos programas de biosseguridade, avaliando potenciais fragilidades e mitigando riscos. Página 30.

revista03

Arroz é alternativa viável para reduzir custos de produção de suínos e aves

Estudos da Embrapa mostram que o arroz pode complementar ou substituir o milho na ração animal. Página 36.

Fotografias Noelly Castro

União Europeia sanciona lei que bane uso indiscriminado de antibióticos e estimula o bem-estar na criação animal

Brasil deve ser impactado em relação às vendas da avicultura. Expectativa é de efeito positivo em outros países, inspirando a modernização de leis que visem à promoção de sistemas mais éticos e sustentáveis e a mitigação dos riscos de resistência antimicrobiana. Página 56.

revista04

Terceira geração de selênio: L-SeMet, OH-SeMet ou Zn-SeMet, quais são as diferenças?

Estudos sugerem que a forma de selênio ofertada na dieta determina sua eficiência e, dessa maneira, influencia o atendimento do requerimento nutricional dos animais. Página 42.

Melina Bonato

Conceitos de imunonutrição aplicados a avicultura

Este conceito é entendido e aplicado à nutrição animal há bastante tempo, já que os conhecimentos nas áreas de nutrição, sanidade, manejo e ambiência são bastante avançados; no entanto, apenas há alguns anos, o termo “imunonutrição” vem sendo usado efetivamente. Página 46.

frango (88)

Superdosagem de fitase proporciona bons resultados para combater miopatias em frangos de corte

A necessidade de resolver o problema associado à alta incidência de distúrbios metabólicos, como miopatias, tem atraído enorme atenção do setor. Página 48.

frango (45)

Impactos da ocorrência de Bronquite, Laringotraqueíte e Influenza Aviária na produção avícola brasileira

As infecções virais impactam as condições fisiológicas das aves, podendo provocar mortalidade e/ou morbidade, levando a alterações dos parâmetros produtivos. Página 50.