sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Papel das mulheres como líderes na coordenação das cadeias do agro é tema central do CNMA 2022

Evento será o grande encontro das protagonistas do agronegócio, nos dias 26 e 27 de outubro, em São Paulo (SP)

A 7ª edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agro – CNMA tem como tema “Coordenação das cadeias produtivas no agronegócio, a década decisiva!”, a ser realizada nos dias 26 e 27 de outubro, no Transamerica Expo Center, em São Paulo (SP). Entre os assuntos que serão discutidos terá destaque o papel da mulher como líder consciente da necessidade de diálogo entre os elos da cadeia produtiva.

Segundo o professor e sócio-diretor da Biomarketing José Luiz Tejon, curador de conteúdo do CNMA, o tema nasce da necessidade fundamental de que o agronegócio seja compreendido como uma governança das cadeias. “É preciso reunir os setores que estão antes da propriedade rural, que são os insumos, a tecnologia, a mecanização; os serviços para a produção agropecuária; o que está da porteira para dentro, que é o trabalho do produtor rural e o que vem depois dela e envolve a agroindústria, os supermercados, a logística e o transporte”.

Nesse sentido, Tejon reforça a necessidade de um trabalho de coordenação das cadeias para que agronegócio possa seguir crescendo e fortalecendo sua importância para o mundo. “Quando existe a coordenação dessas cadeias e o diálogo entre elas, a vida é melhor para todo mundo. Portanto, a proposta do Congresso é que as mulheres atuem cada vez mais como líderes conscientes da necessidade de integrar e coordenar esses elos fundamentais da cadeia do agronegócio: o antes da porteira, o dentro e o pós-porteira”, comenta.

Para ele, essa é uma missão de grande importância para as mulheres do agronegócio, que têm revelado ao longo dos anos características muito positivas de empatia, intuição, preocupação ambiental, consciência de sucessão, valorização de recursos humanos e uma competência muito grande para a comunicação, fundamental para essa coordenação.

Cenário Internacional

Tejon acrescenta que, devido à pandemia, à situação internacional e aos problemas climáticos, os quais somados têm gerado crises na área de produção de alimentos, o CNMA quer contribuir para posicionar o Brasil como potência agroalimentar e agroambiental do mundo.

“Aqui é onde temos condição de dobrar, triplicar ou até quadruplicar o tamanho da oferta de alimentos para o Brasil e para o mundo. Precisamos assumir essa posição de real potência agroalimentar e agroambiental e faremos isso com uma visão de missão planetária de um país que foi formado pela mistura de todas as raças do mundo, num ambiente tropical onde há 40 anos ninguém acreditava que poderia se tornar um gigantesco produtor de alimento, de energia, agroenergia, fibras e, inclusive, biogás e biometano, produzidos a partir de dejetos de resíduos da própria atividade do agronegócio”, detalha.

Além disso, o CNMA também terá uma visão para o continente latino americano, como uma grande potência de desenvolvimento de oportunidades, ciência e negócios. “Está na hora de nos aproximarmos e nos relacionarmos de forma mais estreita ao que já estamos fazendo”, ressalta Tejon.

Grande encontro das mulheres do agro

Em sua 7ª edição, o CNMA 2022 volta a ser palco do maior encontro entre as mulheres do setor, após dois anos em formato online. “Estamos preparando para esse ano um Congresso ainda mais especial, com temas de relevância para o atual cenário da mulher do setor, que hoje já assumiu seu papel de protagonista e busca cada vez mais capacitação para assumir o papel de liderança e de decisão dentro e fora da porteira”, declara a Show Manager do evento Carolina Gama.

Carolina Gama, show manager do 7º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio

O Diretor Geral do Transamerica Expo Center, Alexandre Marcílio, reforça o convite e se diz animado e confiante com a retomada dos eventos presenciais. “Esperamos que todas as participantes das últimas edições estevam conosco revivendo a atmosfera de união e pujança, características do agronegócio brasileiro. Temos a certeza de que será um evento memorável”.

As inscrições do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio já estão abertas. Acesse o site https://www.mulheresdoagro.com.br/.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.