Mercado

Frango vivo paulista obtém quarto reajuste da semana e agora vale mais que o mineiro

À primeira vista, o relativamente longo período de ostracismo enfrentado pelo frango vivo entre o final de 2018 e início de 2019 ocasionou brecha maior que a imaginada. Pois a oferta do produto no mercado independente continua restrita. Tanto que, ontem (21), as vendas efetivadas no interior paulista obtiveram o quarto reajuste consecutivo da semana – de cinco centavos, como os anteriores, o que elevou a cotação do produto para R$3,40/kg, novo e absoluto recorde em valores nominais. Em apenas 13 dias de negociações (entre 7 de março e ontem), o frango vivo paulista registra incremento de 13,33%, índice que representa R$0,40/kg a mais em relação ao valor vigente nos seis primeiros dias do mês. Porém, o que mais chama a atenção, neste instante, é que o valor ora alcançado se encontra R$1,00/kg acima do obtido um ano atrás na mesma data. Faltando agora dez dias para o encerramento do mês, é pouco provável que ocorram novos reajustes nesta ou na próxima semana, mesmo porque o frango abatido se encontra, no momento, em fase de estabilização de preço. Porém, ainda que a atual cotação do frango vivo não se altere, nos próximos dias a diferença em relação aos valores do final de março de 2018 irá aumentar. É que então, de 27 de março até 10 de maio, o frango vivo negociado no interior paulista retrocedeu a um dos mais baixos valores da corrente década. A despeito de o mercado permanecer firme e as ofertas continuarem extremamente ajustadas, em Minas Gerais a cotação do frango vivo permaneceu inalterada pelo terceiro dia consecutivo em R$3,35/kg. É a primeira vez em quase dois meses que o frango paulista vale mais que o mineiro.

(AviSite) (Redação)



Visite  www.avisite.com.br  - O Portal da Avicultura na Internet