quinta-feira, 7 de julho de 2022

Missão comercial do Governo de Minas aproxima setor avícola e de suínos de Minas com o mercado argentino

Organizado pelas secretarias de Agricultura e de Desenvolvimento Econômico, encontro realizado em Buenos Aires reuniu seis empresas mineiras do setor

Missão comercial realizada pelo Governo de Minas, por meio das secretarias de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e de Desenvolvimento Econômico (Sede), promoveu o encontro do setor mineiro de carne suína e avícola com o setor de supermercados, indústrias e frigoríficos argentinos, com o objetivo de buscar novos mercados, ampliar canais de comercialização entre empresas de ambos os países e diversificar a pauta de exportações de estado.

Realizado entre os dias 16 e 17 de maio, na Embaixada Brasileira em Buenos Aires, o evento teve a presença de seis empresas mineiras do setor avícola e de suínos, e contou com a parceria da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg) e Associação dos Avicultores de Minas Gerais (Avimig).

Representando a secretaria de Agricultura, o subsecretário João Ricardo Albanez destacou a importância da missão comercial.  “Os grandes fornecedores de carnes de aves e suínos para o mercado argentino estão no sul do país, principalmente nos estados de Santa Catarina e Paraná.  O mercado argentino ainda não é um consumidor expressivo nas exportações mineiras de carnes de aves. Já em relação à carne suína, a Argentina ocupa o nono lugar das exportações do estado. Esta missão é uma oportunidade para o setor produtivo mineiro estreitar as relações comerciais e diversificar a pauta exportadora com a inclusão de produtos de maior valor agregado”, avalia.

O diretor de Promoção de Exportações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Faria, também ressaltou o propósito da missão. “Minas Gerais, apesar de não estar tão próximo da Argentina em termos logísticos, consegue apresentar um produto com valor competitivo e alta qualidade, em condições de concorrer com qualquer potencialidade que outros estados possam apresentar. No momento, a América do Sul como um todo participa somente com 8% do comércio internacional de Minas. E a Argentina se apresenta como um grande mercado a ser explorado, com potencial de enriquecimento da nossa pauta exportadora”, analisa.

Mercado Argentino 

Durante o encontro, o chefe da missão comercial na Embaixada do Brasil em Buenos Aires, Márcio Gasparri, apresentou a contextualização econômica da Argentina. Segundo sua análise, tem havido um crescimento significativo no consumo de frangos e suínos e redução no consumo da carne bovina.

De acordo com os dados apresentados, o consumo de carne de aves no país passou de 20 kg/por pessoa em 2003 para 45,5 kg/por pessoa no ano passado. A participação da carne suína na dieta proteica dos argentinos saltou de 7,9% em 2000 para 14,5% em 2021. Entre os fatores que explicam esse crescimento estão a percepção do consumidor sobre a qualidade do produto e o contexto econômico e de inflação no país.

Também foram abordados durante o encontro os aspectos técnicos e procedimentos burocráticos para a comercialização entre os países, além das informações sobre a logística e o transporte de mercadorias. Após as apresentações, foi realizada a rodada de negócios entre importadores argentinos e exportadores mineiros.

Fotos: Divulgação/Seapa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.