sexta-feira, 1 de julho de 2022

Melhoramento Genético Holístico: equilíbrio entre eficiência biológica, saúde, bem-estar animal e sustentabilidade

Por: *Santiago Avendaño, Diretor de Genética Global da Aviagen

Como podemos produzir uma proteína saudável e suficiente para alimentar uma população estimada em 8,5 bilhões de pessoas até 2030, sem sobrecarregar o planeta? Para nós, da equipe Aviagen, a resposta passa por abordar o melhoramento genético de forma holística.

A produção global de carne deve saltar para cerca de 44 milhões de toneladas até 2030 – um crescimento de 14% em relação aos números atuais – para atender à crescente necessidade por proteína. A avicultura impulsionará o crescimento do setor de proteína, contribuindo com mais de 50% da produção adicional. A maior parte da demanda e da produção avícola será proveniente dos países em desenvolvimento. Por isso, a adaptação ambiental e a rusticidade das aves serão fatores preponderantes.

Globalmente, em resposta à crescente demanda, a produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura.

Nosso desafio será aumentar a produção de forma sustentável por meio do melhoramento genético da eficiência biológica, ao mesmo tempo em que haverá um efeito direto na redução da pegada de carbono e dos requerimentos agrícolas na produção de aves.

A Aviagen® enfrenta esse desafio com uma abordagem de melhoramento genético holístico, aplicado há décadas. Isso se obtém equilibrando a melhoria em características relacionadas ao desempenho produtivo às que promovem a saúde, o potencial reprodutivo e o bem-estar das aves, permitindo, dessa maneira, avanços nos pilares econômicos, sociais e ambientais da sustentabilidade.

Um objetivo da nossa seleção, que é essencial para a produção sustentável de carne de frango, é a eficiência biológica. O índice de conversão alimentar (C.A.) é a relação entre a ração consumida e o peso vivo, e tem como objetivo requerer menos ração por unidade de peso vivo. A conversão alimentar é um dos fatores que mais contribuem para a sustentabilidade ambiental e econômica. Graças aos ganhos em conversão alimentar conquistados desde a década de 1970, conseguimos obter uma melhoria de 1,5 a 2 pontos por ano, o que significa uma redução de 15 a 20 gramas menos de ração por quilo de peso vivo. Convém destacar que, devido à forte ênfase em seleção para eficiência biológica, as previsões atuais de melhorias em conversão alimentar são de 2 a 2,5 pontos por ano.

Os benefícios da melhoria em conversão alimentar na sustentabilidade são duplos. O primeiro deles é que os produtores avícolas entendem que a ração representa o maior custo para a avicultura. Portanto, melhorar a conversão alimentar beneficia diretamente seu resultado final e, por conseguinte, no desempenho econômico das empresas. Em segundo lugar, a eficiência biológica é positiva para o nosso planeta. Menos ração significa uma redução de demandas agrícolas e também a diminuição na pegada de carbono, através de uma menor emissão de gases do efeito estufa e aves excretando menos resíduos como poluentes ambientais. Nossas estimativas indicam que o melhoramento genético da eficiência biológica resulta em uma redução anual de 1% na pegada de carbono da produção avícola. Em uma perspectiva histórica, isso significa que o frango de hoje produz 50% menos pegada de carbono do que o frango dos anos 70 – e o frango do futuro, em 2030, produzirá 20% menos pegada de carbono do que o frango atual. Isso torna a carne de frango, sem dúvida, uma das produções de carne mais sustentáveis do mundo.

 

Equilíbrio entre desempenho, sustentabilidade e bem-estar

A Aviagen adota uma abordagem holística e equilibrada para o melhoramento genético, com a definição de objetivos de seleção amplos que combinam diversas características relacionadas com o desempenho biológico, o rendimento e a qualidade da carne, a capacidade reprodutiva, a saúde e o bem-estar animal. Além disso, temos um portfólio genético amplo e diversificado. Isso nos permite satisfazer às exigências atuais dos mercados produtores em todo o mundo. Ao mesmo tempo, estamos preparados para adaptar nossas aves e seu potencial genético, assim como desenvolver também novos genótipos apropriados para novos requerimentos de um mercado em constante evolução, o que é essencial para o sucesso econômico de nossos clientes.

Além de selecionar aves com excelente eficiência alimentar, escolhemos aquelas com fortes características de desempenho em matrizes e frangos de corte. Isso significa que a produção de pintos e ovos é alta, e que as aves mantêm uma taxa de crescimento saudável com o rendimento de carne igualmente favorável. Essas características elevam a sustentabilidade econômica de nossos clientes, além de aumentar a capacidade de alimentar o mundo.

Um aspecto chave do melhoramento genético é a melhoria simultânea do potencial genético do frango de corte e da reprodutora. O desafio é que essas características, assim como produção, saúde e bem-estar animal, estão correlacionadas de maneira antagônica. Lidamos com esses antagonismos selecionando aves que nos permitam progredir simultaneamente em ambas características. Assim, aspectos que são importantes para a produção estão equilibrados de maneira harmônica com características de reprodução, saúde e bem-estar das aves.

Nosso objetivo de seleção inclui mais de 50 características que abrangem todos os aspectos biológicos de nossas aves. Escolhemos somente aves com excelente aptidão reprodutiva, cardiovascular e musculoesquelética, usando tecnologias avançadas, incluindo técnicas provenientes da medicina humana. Dessa forma, conseguimos fornecer aos produtores avícolas em todo o mundo uma genética adaptada à produção sustentável para satisfazer uma demanda por carne de aves em rápida expansão, nutritiva e muito requisitada nos mais diversos mercados do planeta.

* Santiago Avendaño é oriundo do Uruguai e ingressou na Aviagen em 2003, depois de se formar pela Universidade de Edimburgo com PhD em Genética Quantitativa e Análise de Genoma. Atualmente, ele é Diretor Global de Genética do Grupo Aviagen, responsável pelo desenvolvimento, avaliação e implementação de novas tecnologias nos programas de melhoramento genético da Aviagen. Santiago visitou distribuidores Ross ao redor do mundo, aprendendo com as experiências dos clientes e concentrando-se em incorporar estas experiências às ações da Aviagen no programa de melhoramento genético. Antes de ingressar na Aviagen, Santiago foi pesquisador e consultor técnico em bovinos e criação de ovinos em sistemas de produção baseados em pastagens pela América Latina.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.