sexta-feira, 1 de julho de 2022

Influenza Aviária de alta patogenicidade atinge a metade dos 50 estados norte-americanos

Autoridades federais dos EUA relataram, no início desta semana, a detecção da presença do vírus da Influenza Aviária em uma granja comercial produtoras de faisões do estado do Texas. Com esse registro, sobe para 25 o número de estados norte-americanos afetados pela doença que, até agora, vitimou ou levou ao sacrifício sanitário perto de 23 milhões de aves.

Analisando o problema, o Centro de Pesquisa e Políticas de Doenças Infecciosas (CIDRAP, na sigla em inglês, órgão instituído pela Universidade de Minnesota e que se concentra em problemas de saúde pública e resposta a doenças infecciosas), observa que Iowa, maior produtor de ovos do país, é o estado mais atingido, já tendo perdido 13,2 milhões de aves.

São os piores surtos enfrentados pelos EUA desde 2015, quando a Influenza Aviária do tipo H5N2 atingiu granjas de 15 estados norte-americanos, levando à perda de mais de 50 milhões de aves, quase dois terços das quais (32 milhões de cabeças) só em Iowa – ressalta o CIDRAP.

De acordo com autoridades federais e estaduais, no surto atual pelo menos oito estados afetados anteriormente relataram a ocorrência de novos surtos: Illinois, Iowa, Minnesota, Carolina do Norte, Dakota do Norte, Dakota do Sul, Wisconsin e Wyoming, de acordo com fontes estaduais e federais.

O surto no Texas indica que o vírus continua se disseminando e atinge, agora, o estado mais sulino do país. O caso levantado ocorreu em uma granja de faisões que abriga 1.600 aves e está situada no Condado de Erath, região central do estado, localizada a cerca de 160 km a sudoeste de Dallas. Toda a granja foi despovoada.

De acordo com as últimas atualizações do APHIS, Illinois, no Centro-Oeste, relatou a detecção de um novo surto envolvendo criações domésicas. Em 1º de abril, Iowa relatou mais quatro surtos em aves comerciais, um deles envolvendo poedeiras e outro uma granja de perus. Dois dias depois ocorreu o registro de mais dois casos, um em granja de perus, outro em granja de reprodutoras.

Há, ainda, novos registros da presença do vírus em Minnesota (13 surtos que afetam perto de 600 mil aves), Dakota do Norte (4 surtos), Dakota do Sul (26 surtos), Wisconsin (2 surtos), Carolina do Norte (mais 3 surtos) e Wioming (3 surtos).

O CIDRAP ainda faz menção à presença do vírus no Canadá onde – de acordo com a Agência Canadense de Inspeção de Alimentos (CFIA, na sigla em inglês) já foram registrados cinco caso da doença.


Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.