Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Sábado, 25/01/2020
Siga-nos:
CLIPPINGS
Cotações do milho fecham a sessão desta 2ª feira com leves baixas em Chicago

Categoria: Matérias-Primas

Campinas, SP, 10/12/2019 |

E no mercado interno, as cotações do milho continuam subindo.

As referências para o milho encerraram a sessão de ontem, segunda-feira (09), com desvalorizações na Bolsa de Chicago (CBOT). Os principais vencimentos do cereal finalizaram o dia com um recuo de 0,75 a 1,00 ponto. O contrato Dezembro/19 terminou cotado a US$ 3,65 por bushel, enquanto, o Março/20 encerrou a US$ 3,75 por bushel.

De acordo com as informações da Reuters Internacional, os mercados de grãos dos Estados Unidos também aguardam mais informações sobre o relatório de oferta e demanda global que será divulgado pelo o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) nesta terça-feira.

Ainda segundo as informações do site internacional Barchart, as exportações de milho para a semana encerrada em 12/05 foram de apenas 481.097 milhões de toneladas. “O relatório indicou que os embarques acumulados aumentaram para 6.532 MMT, em comparação com os 15.118 MMT no mesmo ponto do ano passado”, informou a Barchart.

Mercado interno

O mercado interno brasileiro registrou poucas movimentações nas principais praças pesquisadas pelo o Notícias Agrícolas. A região de Castro/PR, a saca do cereal registrou valorização de 2,44% e terminou o dia cotado a R$ 42,00. Já os preços do milho em São Gabriel do Oeste/MS finalizaram o dia a R$ 40,00 por saca com uma valorização de 2,56%.

No município de Brasília, o milho terminou o dia precificado ao redor de R$ 42,00 a saca com uma alta de 2,44%. Em Campinas/SP, a saca disponível do milho gira ao redor de R$ 48,27 e com uma queda de 1,00%.

As cotações do milho continuam subindo no mercado interno, mas a intensidade desse movimento está distinta entre as praças acompanhadas pelo o Cepea. “As reações mais expressivas são verificadas em regiões em que, até então, compradores estavam conseguindo “segurar” os preços. Por outro lado, em algumas praças, foram verificadas ligeiras quedas nos valores nestes últimos dias”, afirmou o Cepea.



Fonte: Notícias Agrícolas
Autor: Andressa Simão



COMENTÁRIOS






ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: