Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quarta-feira, 11/12/2019
Siga-nos:
Classificados Links Vídeos
CLIPPINGS
China habilita terceirizado da BRF

Categoria: Empresas

São Paulo, SP, 14/11/2019 |


Além de obter a habilitação do abatedouro de suínos de Lajeado, no Rio Grande do Sul, para exportar à China, a BRF poderá ampliar as vendas de carne de frango ao país asiático graças a um parceiro. Na lista de frigoríficos autorizados terça-feira a exportar aos chineses, está a União Avícola, de Nova Marilândia (MT). A empresa, que pertence ao ex-senador Cidinho Santos, presta serviços à BRF. Hoje, todo frango abatido na planta é destinado à dona da Sadia.

No mês passado, a União Avícola entrou na mira da Polícia Federal (PF) por supostamente atuar como repassadora de propinas a um fiscal que trabalhava no frigorífico da BRF em Nova Mutum (MT). Na ocasião, Cidinho Santos negou a acusação. A BRF colaborou com as investigações policiais, que resultaram na quarta fase da Carne Fraca.

O contrato de prestação de serviços da União Avícola com a BRF - o acordo foi costurado na década passada, pela Perdigão -, é válido até 2022, disse uma fonte. Hoje, a União Avícola abate 140 mil aves por dia, mas a companhia está investindo em uma segunda linha de abate para poder vender por conta própria também. A ideia é que essa ampliação fique pronta em 2020, dobrando a capacidade da planta.

Procurada pela reportagem, a BRF informou que ainda está avaliando a possibilidade de exportar para a China a carne de frango produzida pela União Avícola. A companhia está fazendo os cálculos econômicos.

Como a BRF compra frango inteiro da União Avícola, ainda há dúvidas sobre o potencial. A China demanda sobretudo pés e asas, mas diante da escassez de oferta de carne provocada pela peste suína africana ampliou o leque de compras. Nos últimos meses, passou a importar até mesmo cortes como peito de frango, o que é incomum.

Com o reforço da União Avícola, a BRF passa a contar com oito unidades de carne de frango autorizadas a exportar à China. No caso de carne suína, três abatedouros estão aptos a exportar ao país asiático.

Neste ano, Pequim emitiu quatro autorizações para a BRF. Em 17 de setembro, liberou a planta de Lucas do Rio Verde (MT) para exportar carne de frango e suína. Na semana passada, o abatedouro de Campos Novos, em Santa Catarina, obteve o aval para exportar miúdos de suínos. Anteontem, a planta de suínos de Lajeado recebeu a autorização. 14/11/2019

A China é o maior destino das exportações brasileiras de carnes. Entre janeiro e outubro deste ano, os chineses gastaram cerca de US$ 3 bilhões para importar 952,3 mil toneladas carnes do país, 23% do total em receita e 17% em volume.

No caso da carne de frango, a China responde por 13% em volume exportado. Na carne suína, a dependência é maior - 31% do total, conforme dados da Secretária de Comércio Exterior (Secex). A BRF responde por 27% das exportações brasileiras de carne suína aos chineses.



Fonte: Valor
Autor: Luiz Henrique Mendes



Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!




ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: