Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 19/11/2019
Siga-nos:
Classificados Links Vídeos
CLIPPINGS
Soja brasileira está mais competitiva que a americana com um diferencial de até US$ 15/tonelada

Categoria: Matérias-Primas

Campinas, SP, 08/11/2019 |

Soja sobe em Chicago com sinal verde entre China e EUA para redução progressiva de tarifas e maior demanda pelo grão americano.

O mercado da soja voltou a ter ganhos nesta quinta-feira (07), principalmente após a divulgação das vvendas semanais dos Estados unidos, que ficaram acima do esperado. Foram 1.807,4 milhão de toneladas, enquanto o mercado esperava algo entre 600 mil e 1,2 milhão de toneladas. O volume é 92% maior do que na semana anterior e 41% do que a média das últimas quatro semanas. A China foi a maior compradora.

Como resultado, o Novembro/19 fechou a US$ 9,25, com alta de 10 pontos. O janeiro/20 fechou com negociações a US$ 9,36 (+9), enquanto que março/20 fechou a US$ 9,48 (+8) e o maio/20 a US$ 9,60 (+7,5). O mercado aguarda também o relatório mensal do USDA, que será divulgado amanhã com os última dos sobre a evolução da safra no país.

Outro fator que animou o mercado foi a sinalização de redução das tarifas da guerra comercial entre EUA e China. Caso isso ocorra e a demanda chinesa pela soja americana aumente, isso pode resultar em redução de estoques, o que daria força aos preços.

No mercado interno brasileiro, o plantio da safra continua avançando. Em comparação com a soja americana, o produto brasileiro se mostra mais competitivo tanto no preço, quanto na qualidade. Mesmo com uma possível equalização tarifária para a commodity, ainda assim o Brasil teria um desconto de US$ 15 por tonelada em relação aos Estados Unidos.

Na referência porto, a soja nova foi negociada a R$ 88/89 com entrega para fevereiro. Com o câmbio se mantendo acima dos R$ 4, os produtopres voltam a considerar a comercialização, que ainda segue lenta.



Fonte: Notícias Agrícolas
Autor: Aleksander Horta e Ericson Cunha



Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!




ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: