Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Quarta-feira, 21/08/2019
Siga-nos:
Classificados Links Vídeos
CLIPPINGS
Bastos é disparado o principal produtor de ovos paulista: são 5 bilhões por ano

Categoria: Produção

São Paulo, SP, 22/07/2019 |

São Paulo é o maior produtor de ovos do Brasil e Bastos o maior produtor do Estado

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em 2018, o Brasil exportou 11,6 mil toneladas ovos para todos os continentes do mundo, no valor de US$ 17,1 milhões. São Paulo é o maior produtor de ovos do Brasil, tem 30,9% da produção brasileira, que pode alimentar mais de 60 milhões de pessoas por ano, levando em conta que o consumo per capto de ovos no País é de 212 ovos por ano.

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA) informa que a região de Tupã é a maior produtora de ovos no Estado com 55% da produção, em 2018. O município de Bastos é o maior produtor de ovos no Estado, representando 36% do total paulista. O Valor da Produção Agropecuária (VPA) de ovos de galinha é de 60,8% do VPA, da Regional de Tupã.

No Estado foram produzidas 41 milhões de caixas de 30 dúzias de ovos no ano de 2018, e só no município de Bastos foram produzidas 14,6 milhões de caixas de 30 dúzias de ovos em 2018 (ao redor de 5 bilhões de unidades). Além de que são produzidas por dia 60 mil caixas de 30 dúzias (21.6 milhões de unidades) sendo comercializado pelo preço médio de R$68,99/cx.30dz.

Segundo o levantamento de Valor da Produção Agropecuária (VPA), do Instituto de Economia Agrícola (IEA), a avicultura de postura no EDR de Tupã rendeu R$1,5 bilhões naquele ano e no Estado foi de R$2,8 bilhões.

O município tem um plantel de 32 milhões de cabeças, sendo que 25 milhões de galinhas estão produzindo e 6 milhões são jovens. A alimentação delas é composta por 81 mil toneladas de ração por mês, 51 mil toneladas de milho por mês e 18 mil toneladas de farelo de soja mensais. A produção de ovos “in natura”, líquidos, congelados, em pó e de aves de descarte em Bastos gera 4 mil empregos diretos e 8 mil indiretos na avicultura.

O engenheiro agrônomo Eduardo Takaki, da Regional da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) em Tupã, comenta que além de Bastos outros municípios da regional produzem ovos. "Em Bastos e municípios arredores existem fábricas de equipamentos avícolas, fábricas de manutenção de equipamentos, agroindústrias e prestadores de serviços diversos para avicultura."

A CDRS atua na orientação e recebimento da DCAA (Declaração de Conformidade da Atividade Agropecuária), documento necessário para regularização ambiental e pré-requisito para financiamentos. Por meio do Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) de Tupã já foram emitidas 65 DCAA’s.

Garantia da sanidade das aves

O Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio Avícola (Captaa) do Instituto Biológico, em Descalvado, é o responsável pela garantia de sanidade das aves, primordial porque, como líder do ranking mundial de exportação de carne de frango há 10 anos, o Brasil não pode correr o risco de registrar casos de Influenza Aviária. O espaço realiza ainda diagnóstico de laringotraqueíte, reovírus, salmonela, pneumovírus, bronquite infecciosa e doença de Newcastle.

No Laboratório de Saúde das Aves, especialistas do governo paulista realizam os testes que garantem a ausência do vírus H5N1 nas granjas do Estado por meio de amostras de sangue levadas até lá pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria. Ela é a única que pode solicitar esse tipo de teste e a encarregada de notificar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em casos positivos.

A CDA é a responsável também por orientar os avicultores sobre como impedir a entrada do vírus em seus planteis. São ações como maior atenção à limpeza de calçados antes de entrar na granja, principalmente para pessoas que estavam viajando para os Estados Unidos.



Fonte: Secr. de Agr. e Abastecimento do Estado de SP
Autor: Assessoria de Imprensa



Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!




ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: