Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Sexta-feira, 15/11/2019
Siga-nos:
Classificados Links Vídeos
CLIPPINGS
Disputas entre EUA e China prejudicam resultados globais da Cargill

Categoria: Empresas

São Paulo, SP, 12/07/2019 |


A interrupção de fluxos comerciais resultante da guerra comercial entre EUA e China afetou os resultados do ano-fiscal de 2019 da americana Cargill, maior empresa de agronegócios do mundo. O lucro líquido do exercício (encerrado em 31 de maio) caiu 17% em relação a 2018, para US$ 2,56 bilhões. No quarto trimestre, o lucro somou US$ 711 milhões, redução de 67% ante o mesmo trimestre do ano anterior.

A Cargill encerrou o ano-fiscal com faturamento de US$ 113,5 bilhões, queda de 1%. A receita do último trimestre caiu na mesma proporção, para US$ 29,9 bilhões. O lucro operacional ajustado recuou ainda mais - 12% no ano, para US$ 2,82 bilhões. Apenas o resultado operacional do último trimestre recuou 41%, para US$ 809 milhões.

A guerra comercial atingiu em cheio o negócio de originação e processamento, interrompendo vendas de soja e milho. A companhia citou também o clima chuvoso nos Estados Unidos como outro fator que contribuiu para reduzir as vendas e escoamento de grãos.

O negócio de processamento e originação enfrentou menores margens na produção de biodiesel na Europa e, na América do Sul, foi afetada pela quebra de safra no Paraguai e pelo ambiente mais adverso para o processamento na Argentina. O negócio que mais contribuiu para o lucro do ano foi o de nutrição animal e carnes, dada a demanda elevada por carne bovina nos EUA.

Já os ganhos de nutrição animal foram menores por causa da redução da demanda por ração na Ásia, prejudicada pelo surto de peste suína africana na China e em vizinhos. Também foram menores os resultados do negócio de aves da Cargill. No segmento de ingredientes para alimentação e aplicações, o resultado com vendas de amidos e adoçantes foi afetado pelo aumento do custo de energia e de matérias-primas na Europa. Já a Europa contribuiu positivamente para os resultados de seu negócio de cacau e chocolate.

"Ao longo do ano, nós enfrentamos um ambiente de negócios muito desafiador que afetou os lucros. Ainda assim, nós melhoramos o desempenho em vários negócios de alimentos e financeiros e reduzimos significativamente os custos de uma forma geral", disse Dave MacLennan, CEO da Cargill, em comunicado.



Fonte: Valor
Autor: Camila Souza Ramos



Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!




ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: