Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quarta-feira, 16/10/2019
Siga-nos:
Classificados Links Vídeos
CLIPPINGS
A força feminina no agronegócio catarinense

Categoria: Eventos e Cursos

Florianópolis, SC, 10/07/2019 |

Evento ocorreu em Gravatal e Chapecó e reuniu produtoras do Grande Oeste e do Sul do Estado

A busca por capacitação em técnicas de produção rural e empreendedorismo vem aumentado a cada ano entre as mulheres. Em 2018, elas representaram 56,40% de participantes nos cursos ofertados em território catarinense pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc).

Demonstrando a força de representatividade feminina no meio rural o Sistema Faesc/Senar iniciou o Programa Mulheres do Agro Catarinense. O evento ocorreu em Chapecó reunindo cerca de 65 mulheres do Grande Oeste e em Gravatal com a presença de outras 45 mulheres do Sul do Estado.
A jovem empreendedora do meio rural, Camila Cristiane Grando, é moradora de Iraceminha e participou do programa representando o Sindicato dos Produtores Rurais de Pinhalzinho. Segundo ela, em um ambiente predominantemente masculino o conhecimento e a busca constante pela evolução fazem a presença feminina ganhar espaço no meio rural.

“A mulher vem sendo a grande articuladora de mudanças. Ser mulher é uma luta diária, pois assumimos diversas funções. Representar o sindicato em minha região, influenciar mulheres a encarar as dificuldades e serem fortes e independentes é um privilégio. Ser mulher do agro é ter coragem, encarar os desafios, revolucionar a agricultura catarinense”, afirma.

“Potencializar a atuação das mulheres no agronegócio. Esse é o nosso maior objetivo. A presença e a participação da mulher no agronegócio tem impactos extremamente positivos, tanto no aumento da produção agrícola, quanto no fortalecimento dos sindicatos rurais por meio de uma gestão de qualidade e sustentável do agro catarinense”, observa o presidente do Sistema Faesc/Senar, José Zeferino Pedrozo.

De acordo com a coordenadora do Programa Mulheres do Agro Nayana Setubal Bittencourt é importante que as mulheres estejam envolvidas na tomada de decisões de atividades que envolvem a agropecuária catarinense, contribuindo com ideias e ações para a evolução do setor em Santa Catarina. “Ouvimos elas e juntas elaboraremos uma lista de iniciativas que contribuirão a curto, médio e longo prazo para melhorias nos Sindicatos Rurais e Sistema Faesc/Senar/CNA”, destaca.

O superintendente do Senar/SC Gilmar Antônio Zanluchi ressalta a força feminina em todos os espaços que elas ocupam. “Dizem que por trás de um grande homem existe uma grande mulher, mas na verdade é ao lado, crescendo junto. No agronegócio as propriedades que contam com a figura feminina, principalmente na gestão, o desenvolvimento é evidente. Elas são organizadas, dinâmicas, criativas e têm uma visão empreendedora. O sucesso de nossas propriedades rurais passa pelas mãos dessas mulheres fortes”.

A intenção do Sistema Faesc/Senar, por meio do Programa Mulheres do Agro Catarinense, é fazer com que cada Sindicato Rural tenha representantes na comissão estadual de mulheres. Tornando-as mais presentes, não apenas nas capacitações, mas também nas reuniões e demais ocupações que interferem nas ações voltadas para o agronegócio catarinense.





Fonte: Faesc
Autor: Assessoria de Imprensa



Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!




ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: