Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Terça-feira, 18/06/2019
Siga-nos:
Classificados Links Vídeos
CLIPPINGS
Universidade Estadual de Maringá tem 16 cartas-patentes concedidas pelo INPI

Categoria: Processamento

Maringá, PR, 11/06/2019 |

Conheça algumas das invenções

Atualmente, a Universidade Estadual de Maringá (UEM) conta com 16 cartas-patentes concedidas pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). No total, são 99 pedidos em análise. Além disso, a instituição também obteve o registro de 30 programas de computador e sete marcas.

O professor Flávio Clareth Colman, que hoje é mestre em Simulação e Controle de Processos pela UEM, participou da criação de três produtos que foram patenteados pela UEM – duas patentes foram obtidas em 2018 e uma em abril deste ano. As três invenções surgiram com um mesmo propósito: resolver problemas encontrados em indústrias da região para melhoria de processos e procedimentos.

As patentes obtidas foram um “Equipamento Modular para Congelamento Rápido de Carne de Frango”, uma “Perfuratriz Horizontal de Solo” e uma “Mesa Ortostática com Dobradura”. Todas as ideias foram desenvolvidas com alunos do curso de Engenharia Mecânica da instituição, em seus projetos de iniciação científica e Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC). A pesquisa e desenvolvimento dos três inventos levaram cerca de três anos.

O congelamento rápido de uma camada superficial (pele) das coxas-sobrecoxas desossadas de frango permite o corte kakuguiri. Pensado para atender às novas demandas produtivas, o equipamento modular agrega valor ao produto final, pois atenua os efeitos dos cortes que poderiam danificar a pele da carne do frango.

“O processo é dinâmico, pois a etapa de congelamento é efetuada por jatos colidentes sobre a carne de frango, ao mesmo tempo em que o transporte está sendo realizado da região de entrada até a saída para que se realize o corte manual”, explica Flávio Clareth Colman.

O equipamento foi desenvolvido como TCC e também contou com a participação dos inventores: Flávio Colman, Paulo Vinícius Trevizoli, Mário César Ota Kawabata, Ricardo Toshiyuki Kato, Reginaldo de Araújo Silva, Ricardo Rogério de Santana e Júlio César Dainezi de Oliveira. A UEM solicitou a carta-patente da invenção em 2007, mas ela só foi concedida em 2018.



Fonte: Maringá Post
Autor: Lethícia Conegero



Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!




ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: