Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Domingo, 25/08/2019
Siga-nos:
Classificados Links Vídeos
CLIPPINGS
Coreia do Sul habilita novos frigoríficos de Santa Catarina

Categoria: Exportação

Florianópolis, SC, 01/03/2019 |


Santa Catarina irá ampliar sua presença no mercado sul coreano. Nesta quarta-feira (27), a Agência de Quarentena Animal e Vegetal da Coreia do Sul (APQA) anunciou a habilitação de mais nove estabelecimentos brasileiros para exportação de carnes suína e de frango, sendo que seis têm sede em Santa Catarina. Todas as plantas autorizadas a vender carne suína são de Santa Catarina – único fornecedor do Brasil ao país asiático.

“A habilitação de novas plantas catarinenses pela Coreia do Sul é resultado de um intenso trabalho na defesa agropecuária de Santa Catarina. O mercado sul coreano é extremamente rigoroso e exigente com seus fornecedores e essa notícia reforça a qualidade dos produtos catarinenses. Santa Catarina demonstra estar pronta para competir nos mercados mais exigentes do mundo”, ressalta o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa.
Das nove plantas habilitadas agora, cinco são de carne suína e quatro de aves. Em Santa Catarina, os frigoríficos autorizados para exportação de carne suína são: Satiare Alimentos de Xanxerê; Pamplona Alimentos de Rio do Sul; Frigorífico Catarinense de Grão Pará; Seara Alimentos de São Miguel do Oeste e Seara Alimentos de Itapiranga. E a Cooperativa Central Aurora de Maravilha está habilitada a vender carne de aves.

Santa Catarina já tinha nove estabelecimentos autorizados a exportar carnes para a Coreia do Sul, com a nova listagem o estado passa a ter 15 plantas habilitadas. Os novos estabelecimentos já haviam cumprido com a etapa anterior, de autorização junto ao Ministério da Segurança dos Alimentos e Medicamentos (MFDS) daquele país. Dessa maneira, estão prontas para iniciar as exportações de carnes para a Coreia do Sul.

As habilitações foram resultado de missão de auditoria realizada por autoridades sul-coreanas, em outubro do ano passado. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), os serviços sanitários da Coreia do Sul são conhecidos por estarem entre os mais rigorosos do mundo. A habilitação de novas plantas reitera a demonstração de confiança das autoridades do país asiático na certificação brasileira e reforça o posicionamento do Brasil no exigente e lucrativo mercado sul-coreano.

Acesso exclusivo

Maior exportador nacional de carne suína, Santa Catarina é o único estado do país habilitado a vender o produto para Coreia do Sul. A escolha se deve ao status sanitário diferenciado de Santa Catarina, reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de febre aftosa sem vacinação e zona livre de peste suína clássica.

Mercado sul coreano

Com 50 milhões de consumidores, a Coreia do Sul importa cerca de 1,5 bilhão de dólares por ano em carne suína. Estimativas do Ministério da Agricultura são de que o potencial do mercado sul coreano seja de US$ 189 milhões com as novas plantas.
Em 2018, Santa Catarina embarcou 1,19 mil toneladas de carne suína para a Coreia do Sul, gerando um faturamento de US$ 1,8 milhão. O país é também um grande consumidor da carne de frango produzida no estado. No último ano, foram 33,5 mil toneladas do produto exportadas, com receitas de US$ 59,9 milhões.



Fonte: Michel Teixeira Notícias
Autor: Redação



Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!




ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: