Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Links
Trabalhos Técnicos
Vídeos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Assine já
Terça-feira, 18/12/2018
Siga-nos:
Classificados
CLIPPINGS
Mapa certifica empresa por aderir à compartimentação avícola

Categoria: Saúde Animal

Brasília , 10/10/2018 |


O Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento concedeu à empresa Hendrix Genetics, de Salto (SP), o certificado de compartimento avícola de reprodução livre de Influenza Aviária e da doença de Newcastle. São, agora, quatro compartimentos avícolas livres dessas doenças certificados pelo ministério, dos quais três são de reprodução e um de produção de carne.

A compartimentação é voluntária e envolve todas as unidades de produção de uma propriedade. É baseada em recomendações da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e visa a reconhecer e atestar subpopulação de aves com status sanitário diferenciado, por meio da adoção de procedimentos adicionais de biosseguridade, vigilância epidemiológica, supervisões e auditorias, realizadas pelos Serviços Veterinários Oficiais (SVO).

O diretor do Departamento de Saúde Animal, Guilherme Marques, diz que “é mais uma grande empresa de alta genética que aderiu à compartimentação, assim como já o fizeram outras empresas de corte, contribuindo para consolidar o Brasil como grande produtor e exportador de carne e material genético”.

A compartimentação é um processo rigoroso baseado em regras internacionais, que permite a essas empresas protegerem seu investimento, para que, no futuro, caso ocorra eventual episódio de Influenza Aviária ou Newcastle, tenham condições de manter seu mercado aberto e suas vendas no país, disse o diretor. A manutenção do comércio é possível, mesmo nesses episódios, já que foram tomadas medidas de biossegurança com essa finalidade. “Tem sido estratégia acertada do ministério coordenar essa ação que está sendo ampliada à suinocultura”
.
A influenza aviária e a doença de Newcastle, altamente contagiosas, podem causar impactos não apenas à saúde animal e socioeconômicos, mas também à saúde pública. São doenças de notificação obrigatória à OIE. A Influenza Aviária é exótica no território nacional, enquanto que a Newcastle teve suas últimas ocorrências em 2006, em propriedades com aves de subsistência.

O Brasil é o segundo maior produtor e maior exportador mundial de carne de aves, destinando este produto para mais de 150 países. Além disso, a avicultura contribui fortemente para a geração de empregos no país, fornecendo alimento seguro à população brasileira e mundial, observa Marques.



Fonte: MAPA
Autor: Coordenação-geral de Comunicação Social



Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!




ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: