Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 29/09/2020
Siga-nos:
CLIPPINGS
UE libera uso de suínos e frangos em ração para peixes

Categoria: Nutrição

Bruxelas (Bélgica), 15/02/2013 |

A autorização é para o uso de proteína animal processada (PAP) derivada de animais de produção não ruminantes.

A União Europeia liberou nesta quinta-feira (14) o uso de ração para peixe feita com carcaça triturada de suínos e frangos. A autorização é para o uso de proteína animal processada (PAP) derivada de animais de produção não ruminantes - neste caso, principalmente suínos e aves.

O uso de PAP tinha sido proibido em 1997 para a alimentação de bovinos e, em 2001, para todos os animais, como parte dos esforços de combate à epidemia da doença da vaca louca, causada pelo uso de outros ruminantes - neste caso, ovinos - em ração.

Segundo a Comissão Europeia, os dados mais recentes sugerem que a UE está próxima de erradicar a doença em seu rebanho bovino, enquanto cientistas dizem que o risco de transmissão entre não ruminantes é mínimo, 'contanto que a reciclagem intraespecífica (canibalismo) seja evitada'.

Na ausência de PAP, piscicultores vinham usando ração derivada de outros peixes, uma alternativa mais cara.

Em comunicado, a Comissão Europeia disse que deve propor, após a realização de testes, a liberação de PAP derivada de frango na ração para suínos, e de PAP de suínos na ração para frangos.

A comissão ressaltou que não vai propor a liberação do uso de PAP na alimentação de ruminantes - bovinos, ovinos e caprinos -, nem do uso de PAP de ruminantes em ração para animais de produção não ruminantes. As informações são da Dow Jones.






Fonte: Agência Estado
Autor: Redação





COMENTÁRIOS






ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF