Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 29/09/2020
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário Info Estatísticas
CLIPPINGS
Novo incubatório da Dália Alimentos entrará em funcionamento ainda neste mês

Categoria: Empresas

Mato Leitão, RS , 15/09/2020 |


Conselho de Administração e Direção da Dália Alimentos visitaram empreendimento que recebeu investimento de R$ 12 milhões.

Com previsão para iniciar as atividades no dia 22 de setembro, o Incubatório, parte integrante do Programa Frango de Corte da Cooperativa Dália Alimentos, está em fase final de obras, atendendo a todas as normas, requisitos e legislações estaduais e municipais, bem como a Instrução Normativa Nº56 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O empreendimento está localizado em Palanque Pequeno, interior do município de Mato Leitão, RS, distante três quilômetros da RSC-453, numa área com 5,86 hectares. Possui área civil construída de 2.151,40 metros quadrados e capacidade instalada para incubar até 1.250.000 pintos/mês, com investimento de R$ 12 milhões por parte da Dália Alimentos.

Inicialmente, conforme o técnico responsável, Jean Pierre Wathier, a incubação semanal será de 100 mil ovos, com projeção de atingir o máximo da incubação em 2021, que será de 1.250.000 pintos/mês. "A expectativa é estruturar uma equipe com 26 funcionários para atuar no empreendimento. Quanto aos ovos férteis, inicialmente serão fornecidos por uma empresa terceirizada já que a produção própria iniciará somente em dezembro, no Matrizeiro de posse da Empresa ASA, localizado na cidade de Vale Verde. Lá, inicialmente, serão produzidos 50 mil ovos férteis por dia.

No Matrizeiro ASA, uma empresa privada e de propriedade de funcionários da cooperativa, além de uma cota da própria Dália, o investimento ultrapassou os R$ 20 milhões. Wathier explica que as aves da Recria 1 estão com 12 semanas de idade e serão transferidas para o núcleo 3 de produção no dia 12 de novembro, começando a produzir os ovos férteis no início de dezembro. A granja está com três núcleos concluídos de um total de seis. "A estimativa é finalizar as obras até o fim deste ano e conforme as aves forem criadas, serão transferidas para os núcleos de produção de ovos", explica o técnico.

Visita do Conselho

Para conhecer mais acerca do empreendimento, o presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini; o vice-presidente, Pasqual Bertoldi; os conselheiros Belquer Ubirajara da Silva Lopes, Genésio Buffon, Jacir Francisco Zanuzzo, José Eramildo Garcia Abich, Rodrigo Schmitz, Silvano Berté e Valmor Pappen; o presidente Executivo, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas; o gerente da Divisão Produção Agropecuária, Igor Weingartner e o supervisor do Setor Frango de Corte, Edenir Medeiros estiveram visitando o local no dia 10 de setembro.

A comitiva foi recebida pelo técnico, Jean Pierre Wathier; pelo consultor, Antônio Pettine; pelo encarregado do incubatório, Marcelo Santos e pelo responsável pela manutenção, Vilmar de Lima. Os dirigentes ficaram impressionados com a magnitude do empreendimento, um dos pilares de toda a cadeia de produção do frango de corte estruturada e concebida pela Dália Alimentos. "Foram visitados todos os ambientes do incubatório, desde o acesso aos caminhões nos arcos de desinfecção, a entrada dos funcionários, as barreiras sanitárias, os vestiários, o escritório, a sala de reunião, a lavanderia, o refeitório, o almoxarifado, a área de higienização de mãos, o fumigador, a sala de ovos, a incubadora, o setor de transferência e lavagem de caixas, os nascedouros, as salas de sexagem e expedição, a lavagem e o estoque de caixas, a expedição dos pintinhos, a coleta de resíduos e o recebimento de caixas sujas, a sala de máquinas e a Estação de Tratamento de Efluentes (ETE)", detalhe.

Piccinini, em nome do grupo, frisou que o incubatório foi projetado para ser um empreendimento modelo e moderno, que integra uma engrenagem complexa que é o Programa Frango de Corte da Dália Alimentos. "A Dália está cumprindo com o que há de mais rigoroso em termos sanitários para a produção de frangos existente no Brasil e no mundo. Isso torna a nossa cooperativa cada vez mais reconhecida, seja nos segmentos suínos e láteos, e agora também no frango de corte, com habilitações para exportar a países como Haiti, Angola, Suriname e República Democrática do Congo. Por ser um programa que contempla toda a cadeia produtiva do frango de corte, conseguiremos ter a rastreabilidade total da produção, um dos grandes diferenciais deste programa", explica o presidente do Conselho de Administração.

ENTENDA | PROGRAMA FRANGO DE CORTE DÁLIA ALIMENTOS:

1) Matrizeiro (Empresa ASA): Localizado em Vale Verde. Fazem parte da sociedade 37 funcionários da Dália Alimentos, mais a cota da cooperativa. O investimento é de R$ 20 milhões;

2) Incubatório: Localizado em Mato Leitão. O investimento é de R$ 12 milhões, responsabilidade da Cooperativa Dália Alimentos;

3) Condomínios Avícola para Produção de Frangos de Corte: Os condomínios são constituídos por produtores associados à Dália. Em cada um dos empreendimentos a cooperativa possui uma cota e o investimento médio, em cada unidade é de R$ 8 milhões. Já encontram-se alojando os núcleos de Vespasiano Corrêa, Encantado, Mato Leitão, Venâncio Aires e Anta Gorda. Restam Encantado São Luis, Marques de Souza, Cruzeiro do Sul e Relvado;

4) Complexo Avícola: Localizado em Palmas, Arroio do Meio. Unidade frigorífica com capacidade para abate de 55 mil frangos, mais fábrica de farinhas e de rações para aves e suínos. Investimento de R$ 96 milhões pela Dália Alimentos.


Conselho visitou empreendimento localizado em Mato Leitão. Em pé: Pasqual, Rodrigo, Silvano, Edenir, Valmor, Jacir, Genésio, Carlos Alberto, José Eramildo e secretário de agricultura de Mato Leitão, João Carlos Machry. Agachados: Jean Pierre, Gilberto, Antônio, Belquer, Marcelo e Vilmar.



Incubatório produzirá, até 2021, volume de 1.250.000 pintos/mês.




Fonte: Dália Alimentos
Autor: Assessoria de Imprensa





COMENTÁRIOS






ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF