Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
Informativo Estatísticas
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 14/07/2020
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário Informativo Estatísticas
CLIPPINGS
China suspende importações de carne de três frigoríficos brasileiros devido à Covid-19

Categoria: Saúde Pública

São Paulo, SP, 30/06/2020 |

Só na última semana, quatro unidades tiveram embarques vetados ao país asiático.

Com o aumento do número de casos de Covid-19 em frigoríficos brasileiros, as autoridades sanitárias da China suspenderam a autorização de exportação de três unidades do país, informou, em nota, o Ministério da Agricultura.

De acordo com a pasta, quatro plantas tiveram suas exportações interrompidas devido à pandemia, sendo que uma delas, da JBS, foi por iniciativa do próprio governo brasileiro, após um decisão judicial interditar pela segunda vez a filial de Passo Fundo (RS) devido à falta de controle da doença entre funcionários da empresa.

Na lista de empresas suspensas por iniciativa do governo chinês, duas são dedicadas ao abate de bovinos no Mato Grosso: Marfrig, de Várzea Grande (MT), com capacidade de abate de 80 cabeças por hora, e Agra Agroindustrial, com capacidade de processamento de até 40 cabeças por hora em Rondonópolis (MT).

A China também suspendeu a autorização de exportação da Minuano em Lajeado (RS), com capacidade de abate de três mil aves por hora de operação. Segundo Globo Rural apurou, outras unidades frigoríficas podem ter suas autorizações suspensas devido ao aumento das contaminações por Covid-19 entre funcionários.

Em nota, o Ministério da Agricultura disse que está buscando junto às autoridades sanitárias chinesas "as razões da suspensão dos três estabelecimentos, e, ao mesmo tempo, iniciou negociações para que as suspensões possam ser levantadas, visando à retomada por parte dessas empresas das exportações para a China”.

Procuradas, JBS e Marfrig informaram que não comentarão a suspensão das exportações. Já as assessorias da Minuano e da Agra não foram localizadas. Procurada por Globo Rural, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) informou que não se pronunciará sobre o caso.

Principal parceiro comercial do Brasil, a China é a principal responsável pelo aumento das exportações de carnes em 2020. Até maio, o país importou 762,13 mil toneladas, alta de 85,7% ante igual período de 2019 e participação de 25,9% sobre o total exportado.

Somente de carne bovina, foram 287,4 mil toneladas, mais do que o dobro das 126 mil toneladas exportadas de janeiro a maio de 2019 e quase 40% do total exportado pelo Brasil neste ano.



Fonte: Globo Rural
Autor: Redação



COMENTÁRIOS






ÚLTIMOS CLIPPINGS













CLIPPINGS MAIS LIDOS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE