Revista do AviSite
Revista do OvoSite
Encartes Especiais
Notícias
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
Canal Agroceres
PecSite
SuiSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Canal Agroceres
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Segunda-feira, 18/10/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal Informativo Diário Info Estatísticas Canal Agroceres
NOTÍCIAS
Superintendência do Cade aprova compra de ações da BRF pela Marfrig


Aval foi anunciado quatro meses após o surpreendente movimento da empresa de Marcos Molina, que adquiriu 31,67% dos papéis da dona da Sadia

Campinas, SP, 24/09/2021


A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) emitiu no fim da tarde de ontem (23/9) parecer aprovando a aquisição das ações da BRF pela Marfrig. O aval, aguardado com grande expectativa, saiu quatro meses após o surpreendente movimento da empresa de Marcos Molina, que comprou 31,67% das ações da BRF no mercado em menos de um mês, entre maio e junho. A Marfrig já declarou que pretende ser um investidor passivo na BRF.

Pelos trâmites usuais, a aprovação da superintendência do Cade será publicada no Diário Oficial da União, o que deve ocorrer entre hoje e segunda-feira. Após a publicação, os conselheiros do órgão antitruste ainda terão 15 dias para avocar o caso para o plenário, se for o caso.

De qualquer modo, a superintendência geral aprovou a operação sem restrições, o que já era esperado tendo em vista as características das duas empresas: a Marfrig não produz carnes de frango e suína e seus derivados e a dona da Sadia, por sua vez, não produz carne bovina.

Na tramitação do caso no Cade, os maiores questionamentos foram sobre o mercado de hambúrguer. No varejo, a participação das marcas da Marfrig é inexpressiva. A companhia de Marcos Molina já tinha uma parceria de fornecimento com a BRF, produzindo em Várzea Grande (MT) o hambúrguer para as marcas Sadia e Perdigão.

No mercado de hambúrguer, a líder de mercado é a rival JBS, dona das marcas Friboi e Seara. Conforme dados da consultoria Nielsen, a BRF tem 28,6% do mercado brasileiro de hambúrguer e a JBS, 35,5%.


Fonte: Valor Econômico
Autor: Luiz Henrique Mendes






COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



















NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF