Revista do AviSite
Revista do OvoSite
Encartes Especiais
Notícias
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
Canal Agroceres
PecSite
SuiSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Canal Agroceres
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Segunda-feira, 18/10/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal Informativo Diário Info Estatísticas Canal Agroceres
NOTÍCIAS
Na exportação de carne de frango, preços do Brasil evoluem menos que os dos EUA




Campinas, SP, 24/09/2021


Dados da FAO comparando a evolução de preços dos EUA e do Brasil na exportação de carne de frango (produto in natura, exclusivamente) apontam que nos 10 anos transcorridos entre 2010 e 2019 os dois países registraram, em valores relativos, evolução muito similar.

Assim, embora boa parte do período tenha sido marcada por forte redução dos preços recebidos, Brasil e EUA chegaram a 2019 com, praticamente, a mesma paridade registrada em 2010, ano-base da análise.

Com a pandemia (2020) isso muda de figura. Em detrimento dos preços brasileiros. Pois enquanto o produto norte-americano sofreu redução anual de 1%, o do Brasil sofre queda de quase 13%.

E ainda que, a partir de janeiro de 2021, tenha ocorrido valorização constante dos preços brasileiros (acompanhada, inicialmente, também pelos EUA, mas interrompida a partir de maio passado), a paridade anterior não foi recuperada.

Em agosto passado os EUA registraram (em relação ao ano-base) preços cerca de 12% superiores, enquanto para os brasileiros a evolução não passou de 5%.

Notar, de toda forma, que a partir do segundo semestre de 2021 a carne de frango brasileira voltou a superar os valores registrados em 2010. Mas continua, pelo menos em dólar, mais barata que no quadriênio 2011/2014.

A propósito do dólar, é interessante observar que a pandemia, talvez, teve influência mínima na queda dos preços brasileiros de 2019 para 2020. Ou seja: a redução de preços parece estar atrelada, muito mais, à valorização, entre nós, da moeda americana, superior a 30%. E isso – como aponta o gráfico – puxou para baixo o Índice de preços da FAO para a carne de frango, em cuja formação os preços brasileiros têm maior participação.

Em outras palavras, o retrocesso do Índice FAO registrado em 2020 foi ocasionado, essencialmente, pela baixa de preços do Brasil, maior exportador mundial de carne de frango.



Acompanhe as últimas Edições das Revistas Mundo Agro










Fonte: AviSite
Autor: Redação






COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



















NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF