Revista do AviSite
Revista do OvoSite
Encartes Especiais
Notícias
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
Canal Agroceres
PecSite
SuiSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Canal Agroceres
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Domingo, 26/09/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal Informativo Diário Info Estatísticas Canal Agroceres
NOTÍCIAS
Desempenho exportador das carnes nas quatro primeiras semanas de julho




Campinas, 27/07/2021


Em julho corrente as exportações de carnes vêm apresentando desempenho acima da média e tendem a completar o mês com novo recorde no volume exportado. Mas o melhor desempenho transcorridas as quatro primeiras semanas de julho (1 a 24, dezessete dias úteis) vem sendo o da carne de frango.

Em vez de decrescer como tem sido praxe, a média diária embarcada na semana passada aumentou em relação às semanas anteriores e, com isso, a média diária mensal se encontra agora em 18.398 toneladas, resultado que corresponde a um aumento de mais de 25% sobre o mesmo mês de 2020 e agora projeta, para a totalidade do corrente mês, embarques superiores às 400 mil toneladas, um quinto a mais que o exportado um ano atrás.

Com evolução mais moderada, a carne bovina registra embarques médios da ordem de 7.676 toneladas diárias, 4,3% a mais que há um ano. Mas como julho corrente tem um dia útil a menos, a carne bovina corre o risco de não alcançar o recorde mensal registrado em 2020 – 169.275 toneladas, justamente no mês de julho. O previsto, no momento, é um recuo, porém inferior a meio por cento.

Já as exportações de carne suína sofrem arrefecimento crescente. Pela média diária, os embarques até agora efetivados permanecem em semi estabilidade, com incremento de apenas 0,21%. E isto, considerado o mês mais curto, sinaliza queda mensal superior a 4% no volume embarcado.

Os eventuais entraves, no entanto, acabam totalmente minimizados com a recuperação de preços das três carnes. Por ora, e comparativamente a julho de 2020, o da carne bovina registra aumento de, praticamente, 32%, o da carne de frango de quase 30% e o da carne suína de mais de 18%.

Os efeitos dessa valorização recaem diretamente sobre a receita cambial que, neste mês, deve atingir novo recorde e pode superar a casa do US$1,8 bilhão, aumentando mais de 35% em comparação a julho de 2020.



Acompanhe as últimas Edições da Revista do AviSite e Revista do Ovo



Fonte: AviSite
Autor: Redação






COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



















NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF