Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
Canal Agroceres
PecSite
SuiSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Canal Agroceres
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Sexta-feira, 07/05/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal Informativo Diário Info Estatísticas Canal Agroceres
NOTÍCIAS
Tecnologia e inovação marcam 21º Simpósio Brasil Sul de Avicultura




Chapecó, SC, 09/04/2021


Com recorde de inscrições, evento alcançou 2.649 códigos de inscrições gerados no Simpósio e na feira e foi acessado em mais de 30 países. As visualizações na página atingiram quase 164 mil

O 21º Simpósio Brasil Sul de Avicultura (SBSA), promovido pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas (Nucleovet) e encerrado na quinta-feira (08), foi marcado por inovação, interação e tecnologia. De forma inédita, a edição deste ano foi inteiramente on-line, a partir de Chapecó (SC).


Luiz Carlos Giongo avaliou a edição deste ano como surpreendente.

O evento trouxe ao público debates de peso e temas inéditos para contribuir com o desenvolvimento da cadeia avícola brasileira. Durante três dias, grandes especialistas nacionais e internacionais do setor abordaram o futuro do mercado, questões de abatedouro, sanidade, manejo e nutrição na avicultura.

Apesar da distância, a interação foi marca registrada. Ainda que virtualmente, o público compareceu em grande número e, em todos os blocos do evento, os congressistas interagiram intensamente nos debates com os palestrantes.


Lucas Piroca frisou que essa foi uma edição para se reinventar e inovar.

Com recorde de inscrições, o Simpósio alcançou 2.649 códigos de inscrições gerados (simpósio e feira) e foi acessado em mais de 30 países, como Argentina, Peru, Estados Unidos e México. As visualizações na página do evento atingiram quase 164 mil. Nos eventos paralelos, esse número chegou a 10,7 mil. Já na área de networking, 849 pessoas tiveram a oportunidade de se reunir para compartilhar ideias.


Guilherme Lando Bernardo salientou o importante papel do Nucleovet em difundir conhecimento para quem atua na cadeia avícola.

O presidente do Nucleovet, médico veterinário Luiz Carlos Giongo, avaliou a edição deste ano como surpreendente. "Depois do cancelamento de uma edição em 2020 por conta da pandemia, resolvemos nos desafiar, montamos uma equipe e lançamos o Simpósio totalmente virtual. Fomos surpreendidos pelo público espetacular".

Giongo destacou o papel da Comissão Científica na elaboração da programação que tanto foi elogiada pelo público. "A Comissão foi muito assertiva por ter escolhido temas relevantes do nosso setor e a prova disso é clara quando vemos um número tão expressivo de congressistas, que buscaram o Simpósio para se informar e se atualizar".

O presidente da Comissão Científica, Guilherme Lando Bernardo, salientou o importante papel do Nucleovet em difundir conhecimento para quem atua na cadeia avícola. "Nosso objetivo, ao eleger os temas e elaborar a programação, é levar em consideração os anseios dos profissionais do setor e trazer informações com a melhor qualidade possível, com palestrantes renomados, para que esses profissionais multipliquem o que aprenderam e transformem isso em ações".

De acordo com o, vice-presidente do Nucleovet, Lucas Piroca, essa foi uma edição para se reinventar e inovar. "Felizmente contamos com a ajuda de mais de cem pessoas, entre nossas comissões técnica, de infraestrutura, nossos parceiros e fornecedores. Com sucesso, conseguimos levar às pessoas conhecimento de qualidade com a tecnologia disponível, para que assistissem ao evento no conforto de suas casas. Não tivemos o calor das pessoas conosco, mas sentimos a energia de todos os participantes que se reuniram virtualmente com a gente nesses três dias", salientou.

Para 2022, o Nucleovet encara um novo desafio: de lançar uma edição híbrida do evento. "A dificuldade que enfrentamos pela necessidade de distanciamento nos abriu uma nova possibilidade. O 21º SBSA provou que podemos superar fronteiras. Que no próximo ano, se a segurança sanitária nos permitir, possamos retomar o encontro presencial e, ao mesmo tempo, encurtar distâncias com a transmissão virtual", projetou Giongo.


21º Simpósio Brasil Sul de Avicultura teve recorde de inscrições.

Como tradicionalmente faz em todos os Simpósios, o Nucleovet manteve a doação de parte do valor das inscrições para entidades. Nesta edição, a comissão organizadora definiu por doar 10% do valor das inscrições pagas para o Hospital Regional do Oeste (HRO), em Chapecó. "Nesse momento tão conturbado que estamos vivendo, decidimos concentrar nossos esforços para ajudar o HRO. Fizemos uma pesquisa entre nossos associados e todas as respostas foram positivas para essa ação", sublinhou Giongo.

EVENTOS PARALELOS

A 12ª Brasil Sul Poultry Fair fez parte da programação paralela do Simpósio, além de outros eventos gratuitos promovidos pelas empresas parceiras. A feira reuniu mais de 70 empresas nacionais e internacionais num ambiente virtual que contribuiu para o aprimoramento técnico dos participantes, com palestras, lançamento de produtos e networking.

Veja aqui a cobertura do AviSite no Simpósio Brasil Sul de Avicultura

-> Manejo e nutrição foram pontos de debate no último dia do Simpósio Brasil Sul de Avicultura

-> SBSA: Ceva realiza painel "A inovação como aliada para o crescimento sustentável do negócio"

-> Eficiência no abatedouro e nas questões sanitárias marca o dia no SBSA

-> Cobb-Vantress debate no Simpósio Brasil Sul o manejo da granja ao abatedouro

-> MSD Saúde Animal lança a vacina Sphereon no Simpósio Brasil Sul de Avicultura

-> Boehringer Ingelheim promove Innovation Summit durante o SBSA

-> Força do setor avícola é destaque na abertura do Simpósio Brasil Sul de Avicultura


Fonte: SBSA
Autor: Assessoria de Imprensa






COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



















NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF