Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
Canal Agroceres
PecSite
SuiSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Canal Agroceres
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 13/04/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal Informativo Diário Info Estatísticas Canal Agroceres
NOTÍCIAS
BRF anuncia o fechamento do terceiro turno em Francisco Beltrão




Francisco Beltrão, PR, 15/03/2021


Foi em 2018, que a BRF anunciou o fim da produção de peru no Sudoeste, o que resultou na demissão de 600 trabalhadores. Em meio àquele processo, a empresa ainda alocou trabalhadores em outras plantas frigoríficas de abate de frango.

Na sexta-feira (12), segundo o Portal de Beltrão, a gigante do ramo alimentício que engloba as marcas Sadia, Perdigão, Qualy, Banvit, Sulina e Kidelli, anunciou o fechamento do terceiro turno da planta de Francisco Beltrão.

Somente no turno atingido pelo corte, são estimadas as demissões de 150 trabalhadores.

Ao portal beltronense, a presidente do Sindicato da Alimentação, Leonete dos Santos, afirmou que em reunião com a direção da BRF foi feito o anúncio de fechamento do terceiro turno e que o motivo seria a grande quantidade de produtos em estoque. Questionada se foram apresentados outros motivos externos, relacionados a exportação de produtos ou até mesmo a pandemia, a presidente não soube dizer.

Na última semana de fevereiro, a BRF divulgou seus números referentes ao quarto trimestres de 2020.

Naquela ocasião, Leonardo Alencar, analista da XP Investimentos, pela óptica de fundamentos, comentou que há uma preocupação sobre o futuro das operações da BRF diante do cenário de preços mais altos de grãos, o que impacta muito especialmente o negócio de frangos, que é o foco da BRF, afirma publicação do InfoMoney.

Na divulgação dos dados do quarto trimestre de 2020, o presidente da BRF, Lorival Luz, afirmou que “no ano passado, havia desconhecimento, incerteza e falta de procedimentos para as pessoas, empresas e governo. Isso causou paralisações. Hoje vivemos a pandemia com grau de maturidade e conhecemos como lidar com ela, com melhores procedimentos nas unidades. A gestão em 2021 é diferente da de 2020. Na BRF, há um nível de conscientização dos funcionários. Vivemos um nível de impacto muito menor”, segundo publicação do jornal O Globo.

Na ocasião eles também pontuou que o novo coronavírus levou a adaptações nos frigoríficos para que novas medidas de segurança sanitárias fossem efetivas.

Vale lembrar que em junho de 2020, a China suspendeu importações de seis frigoríficos das empresas que integram a conglomerado.


Fonte: Diário do Sudoeste
Autor: Redação






COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



















NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF