Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
Canal Agroceres
PecSite
SuiSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Canal Agroceres
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 13/04/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal Informativo Diário Info Estatísticas Canal Agroceres
NOTÍCIAS
Rússia pode reduzir imposto de importação de carne de frango para o Brasil




Moscou, Rússia, 03/03/2021


A Rússia pode reduzir os impostos sobre as importações de aves do Brasil se os preços domésticos em alta não se estabilizarem, informou a agência de notícias RIA nesta terça-feira (2), citando uma fonte do setor.

Moscou impôs restrições à exportação de grãos e adotou outras medidas na tentativa de desacelerar a inflação de alimentos em meio à pandemia de Covid-19 e à queda da renda familiar.

O possível corte de impostos foi mencionado ontem em uma reunião de funcionários do Ministério da Agricultura e dos maiores produtores de aves da Rússia. No encontro foi discutido o aumento dos preços de aves e ovos, disse a RIA.

Frango e ovos são a proteína animal mais popular disponível para os russos, com a demanda doméstica crescendo nos últimos 12 meses, enquanto a produção de aves da Rússia está diminuindo este ano, depois que alguns produtores foram atingidos por surtos de gripe aviária.

A cota russa de importação de aves para 2021 está fixada em 364.000 toneladas com imposto zero para todos os países. Fora da cota, o imposto sobe para 65%.

“Foi notado no encontro que o governo está discutindo a redução do imposto de importação da carne de frango do Brasil, que é um dos principais fornecedores desse produto, como uma possível medida de estabilização. Essa medida poderá ser tomada se outras soluções forem insuficientes, "RIA citou sua fonte como dizendo.

Outras soluções propostas incluem um limite mais alto para empréstimos subsidiados e uma extensão dos empréstimos existentes para produtores de aves da Rússia, disse um comunicado do ministério.

O ministério não respondeu ao pedido da Reuters de comentário sobre um possível corte no imposto sobre a importação de aves brasileiras.


Fonte: Reuters
Autor: Polina Devitt






COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



















NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF