Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
Informativo Estatísticas
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 14/07/2020
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário Informativo Estatísticas
NOTÍCIAS
Carne de aves: principais importadores mundiais em 2020 nas projeções da FAO




Campinas, 30/06/2020 | 06:49 -


Pelas projeções do Food Outlook 2020 da FAO, neste ano o ranking dos dez principais importadores de carne de aves (ou, essencialmente, de frango) mantém-se inalterado em relação a 2019, com apenas duas trocas de posição no sétimo e oitavo lugares entre Angola e Cuba.

Mas a principal indicação é a de que, apesar de toda indefinição ocasionada pela pandemia de Covid-19, as importações mundiais tendem a recuar menos de meio por cento, caindo de 12,520 milhões de toneladas no ano passado para 12,469 milhões de toneladas em 2020 – redução de pouco mais de 50 mil toneladas.

Seria muito mais, porém, não fosse as importações chinesas tenderem a uma expansão próxima de 17%, índice que corresponde a compras externas superiores a 1,650 milhão de toneladas, 13,26% do total mundial previsto.

Interessante notar, de toda forma, que embora conte com um contingente populacional equivalente a menos de 10% da população chinesa (cerca de 130 milhões de habitantes para cerca de 1,4 bilhão de chineses), o Japão – que mantém quase o mesmo volume de 2019 – tende a importar mais de 80% do volume apontado para a China. Assim, suas compras externas devem corresponder a 10,75% do total, fazendo com que quase um quarto das importações mundiais seja direcionada aos dois países asiáticos.

Sob esse aspecto, aliás, os 10 principais importadores devem absorver perto de 55% do total negociado mundialmente. Ou seja: os restantes 5,7 milhões de toneladas serão distribuídos por cerca de 180 países (são 193 ao todo, segundo a ONU), o que dá uma média de pouco mais de 30 mil toneladas anuais por importador. Quer dizer: não é tarefa fácil buscar a diversificação de mercados.




Fonte: AviSite
Autor: Redação




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE