Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
Informativo Estatísticas
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quinta-feira, 09/07/2020
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário Informativo Estatísticas
NOTÍCIAS
Frango inspecionado: pesos médios no 1º trimestre, conforme o estado produtor




Campinas, 26/06/2020 | 07:35 -


Tomando por base o número de cabeças abatidas e o volume de carne delas decorrente, a tabela abaixo mostra o peso médio registrado pelo frango abatido em 19 estados brasileiros no 1º trimestre de 2020. Os dados abrangem apenas as aves abatidas sob inspeção (federal, estadual ou municipal) e deles não constam as informações relativas a cinco estados mais o Distrito Federal, não reveladas pelo IBGE por se referirem a Unidades Federativas com menos de três estabelecimentos sob inspeção.

Por esses dados constata-se que o peso médio nacional registrado no trimestre, de pouco mais de 2,3 kg por cabeça, sofreu redução próxima de 1% em relação ao mesmo trimestre de 2019. É quase certo, porém, que esse índice tenha sido alcançado ou mesmo superado, pois está claro que o aumento registrado no Piauí, de 22%, não corresponde à realidade (o dado relativo ao 1º trimestre de 2019 é que está distorcido, fato comprovado pela análise do 4º trimestre de 2019 e 1º de 2020). De toda forma, os abates piauienses têm pouca influência nos dados totais (0,94% do volume nacional).

Os pesos registrados apresentaram variação pouco superior a 20% acima e abaixo da média nacional – ponderada, conforme o volume abatido por cada Estado. O máximo (perto de 2,8 kg por cabeça) ocorreu em Rondônia. E o mínimo (1,829 kg/cabeça) foi registrado no Ceará. Como, neste caso, a redução de peso apontada em relação ao mesmo trimestre de 2019 é de mais de 12%, levanta-se novamente a hipótese de erro (desta vez para baixo). Mas, desde o 2º trimestre de 2019 o peso médio registrado no Ceará se mantém, aproximadamente, na mesma faixa atual. Ou seja: se erro ocorreu, foi na base – 1º trimestre do ano passado.

Porém, bem mais significativa – queda de 16,5% - é a redução registrada pelo Espírito Santo. Porém, mais uma vez, supõe-se que o erro (se existir) encontra-se na base, porquanto nos últimos quatro trimestres o peso médio do frango capixaba vem apresentando variações mínimas.

Apenas como curiosidade vale anotar que, 10 anos atrás, no 1º trimestre de 2010, o peso médio extraído dos dados divulgados pelo IBGE foi de 1,893 kg por cabeça abatida. Ou seja: independentemente da redução ocorrida neste ano, em uma década o peso médio do frango aumentou 21,5%, média de, aproximadamente, 2% ao ano.



Fonte: AviSite
Autor: Redação




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE