Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
Informativo Estatísticas
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quinta-feira, 09/07/2020
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário Informativo Estatísticas
NOTÍCIAS
Frango vivo: preço recebido x custo de produção desde 2010




Campinas, 30/04/2020 | 07:12 -


Contraposto o preço médio mensal recebido pelos produtores paulistas de frango (ave viva) ao custo de produção, também mensal, levantado pela Embrapa Suínos e Aves constata-se que nos últimos 10 anos, o preço médio obtido pelo frango evoluiu pouco mais de 100%, ficando mais de 40 pontos percentuais aquém do custo, que aumentou perto de 150%.

Embora o levantamento da Embrapa Suínos e Aves (efetuado desde janeiro de 2010) se aplique a aviário com climatização positiva do estado do Paraná, serve como referência para a presente comparação, pois o principal fator de custo na produção do frango está representado pelas rações e suas matérias-primas, cujos custos são similares ou evoluem similarmente na maior parte do País.

Isso posto, observa-se que foram poucas as ocasiões em que os preços recebidos pelo frango evoluíram acima dos custos. Anteriormente, o último registro do gênero ocorreu no final de 2014 e só voltou a se repetir em meados do ano passado, quase cinco anos depois. Porque então, devido a sensível retração na produção, o frango vivo registrou recordes de preço que ainda não foram superados.

Em março último, frente a uma variação anual de custo de 14%, o frango vivo apresentou variação pouco superior a meio por cento. E no mesmo mês, partindo de 2010, apresentou variação de 105% (R$1,58/kg em janeiro/2010; R$3,25/kg em março passado) contra custos 147% superiores (no ICPF da Embrapa Suínos e Aves, custo igual a 100 em janeiro de 2020 e igual a 247,20 em março passado).

Só em maio próximo se conhecerá o custo de produção do frango de abril corrente. Que pode ter sofrido leve arrefecimento, por conta de pequeno retrocesso nos preços do milho (cerca de 6%-7% a menos, mas que podem ter sido neutralizados pelo aumento de mais de 10% no farelo de soja). Porém, qualquer que seja o resultado, não minimizará as perdas enfrentadas pelo produtor de frangos, que termina o quarto mês de 2020 obtendo um preço médio que, no máximo, se encontra não mais que 85% acima do valor alcançado em janeiro de 2010.



A Revista do AviSite e a Revista do Ovo já estão disponíveis! É só acessar!

     


Fonte: AviSite
Autor: Redação




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE