Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quinta-feira, 24/09/2020
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário Info Estatísticas
NOTÍCIAS
FAO: reação no ano faz carne suína encerrar 2019 com evolução de preços próxima da carne de frango




Campinas, 13/01/2020 | 08:47 -


Historicamente, os preços da carne de frango no mercado internacional evoluem de forma mais satisfatória que os da carne suína. Mas apresentam valorização inferior à da carne bovina.

Tomando como exemplo o que a FAO registrou em dezembro de 2019, comparativamente à média de 2000/2004 - igualada em 100 - o preço da carne bovina registrou incremento ligeiramente superior a 150%, enquanto a valorização obtida pela carne de frango não foi muito além dos 60%.

Já a valorização obtida pela carne suína tem ficado muito aquém das outras duas. Nos últimos 10 anos, por exemplo, a valorização alcançada pela carne de frango ficou, na média, 30% acima da obtida pela carne suína.

Mas, na marcha mais recente – após baixa em setembro, estabilidade da carne de frango no trimestre final de 2019, enquanto a carne suína segue em alta – a evolução de preços desta última agora se encontra muito próxima da registrada pela primeira. O registrado em dezembro, frente a uma variação pouco superior a 60% da carne de frango, foi uma valorização de quase 50% da carne suína. E esses índices tendem a se aproximar ainda mais no decorrer de 2020.

Isso, ressalte-se, não significa que as duas carnes tenham preços semelhantes: a suína vale muito mais. Mas a tendência natural era a de que, no decorrer do tempo, a diferença de preço existente fosse caindo paulatinamente.

O processo foi interrompido pela surto de Peste Suína Africana. Assim, ao invés de reduzir-se, a diferença de preços tende agora a aumentar. Mas, está claro, isso é temporário. Termina quando a China, principalmente, refizer sua produção de suínos. Ou, talvez, antes. Quando – ainda a China – aumentar sua produção de carne de frango, preenchendo a lacuna ora deixada pelos suínos.




Fonte: AviSite
Autor: Redação






COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF