Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 21/01/2020
Siga-nos:
Notícias Clippings
NOTÍCIAS
Desempenho exportador das carnes na primeira semana de dezembro




Campinas, 10/12/2019 | 08:02

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Ao contrário de meses anteriores, as primeiras informações sobre as exportações de carne de dezembro corrente são bastante alvissareiras – ainda que os dados iniciais possam sofrer alguma diluição no decorrer do período, o que é natural.

A receita média da primeira semana do mês (1 a 7, cinco dias úteis) alcançou, pela média diária, pouco mais de US$79,5 milhões, valor que se coloca 3,8% e 26,4% acima dos registrados há um mês (US$76,617 milhões em novembro passado) e há um ano (US$62,911 milhões em dezembro de 2018). Corresponde, por ora, ao melhor resultado dos últimos 13 meses e pode, ainda, apresentar incremento maior que o apontado, pois dezembro corrente tem um dia útil a mais que novembro/19 e dezembro/18.

As expectativas quanto ao volume são, igualmente, otimistas. Porque – algo que não ocorre há tempos – o volume somado das três carnes pode superar as 600 mil toneladas neste mês. O que se projeta por ora é o seguinte:

- Carne suína: cerca de 72,7 mil toneladas, desempenho que irá significar aumento de 26% sobre o mês anterior e de mais de 50% sobre dezembro do ano passado;

- Carne bovina: pouco mais de 146 mil toneladas, volume ligeiramente inferior ao do mês passado (-6,02%), mas 15% superior ao de um ano atrás;

- Carne de frango: perto de 385 mil toneladas de produto in natura, 24% e 18% a mais que o exportado há um mês e há um ano, respectivamente.

Por conta, com certeza, do câmbio atual, o preço médio das carnes suína e de frango apresenta redução em relação ao mês anterior (de 2,72% e 0,56%, respectivamente), enquanto o da carne bovina registra aumento de 1,86%.

Já em relação a dezembro de 2018 só a carne de frango opera no momento com um preço menor (queda de 0,75%). Ou seja: as carnes suína e bovina apresentam aumento – e em índices dos mais significativos. A carne suína com incremento de 18%; e a bovina de, praticamente, 30%.





Acompanhe as Edições de Dezembro: Revista do AviSite e Revista do Ovo

  





COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: