Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 21/01/2020
Siga-nos:
Notícias Clippings
NOTÍCIAS
FAO: produção mundial de carnes sofre retração após duas décadas de expansão




Campinas, 21/11/2019 | 08:04

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Após duas décadas de crescimento contínuo, em 2019 a produção mundial de carnes sofre um recuo em relação ao ano anterior. Não só isso: a retração deve ser significativamente maior que a prevista seis meses atrás, em maio deste ano.

A afirmação é da FAO e está presente na segunda edição do Food Outlook do corrente exercício. Nela a instituição da ONU dedicada à agricultura e alimentação estima que a produção mundial de carnes girará em torno dos 335 milhões de toneladas neste ano, recuando 1% em relação a 2018, mas permanecendo cerca de meio por cento acima do que foi registrado em 2017.

Do total estimado, cerca de 93,5% estão representados pelas carnes de aves (essencialmente de frango), suínas e bovinas. E, naturalmente, a queda prevista está sendo ocasionada pela carne suína que, nas projeções da FAO, deve sofrer recuo próximo de 8,5% em relação ao ano passado.

A queda na produção mundial de carnes seria maior não fosse a produção crescente de países como EUA, Brasil e Argentina, de blocos como a União Europeia ou, mesmo, da produção chinesa. Porque – explica a FAO – a redução na produção de carne suína da China (estimada em 20%) vem sendo parcialmente compensada pelo aumento na produção local de outras carnes. A de aves, por exemplo, deve aumentar perto de 2,5%; e a de carne bovina mais de 6%.

Vale notar que – considerada apenas a produção das três principais carnes – a participação entre elas neste ano não deve sofrer grande modificação em comparação a 2017 (gráfico abaixo, à direita). Assim, como principal carne produzida mundialmente, a de aves passa a responder por 39,4% do total (aumento de meio por cento no biênio), a suína cai para 38,1% (redução de 0,78%) e a bovina sobe para 22,5%, aumento próximo de 1%.




A Revista do AviSite e a Revista do Ovo já estão disponíveis! É só acessar!

  





COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: