Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 19/11/2019
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
Surpresa! Maior contribuição no aumento das exportações de frango vem da carne salgada




Campinas, 16/10/2019 | 07:12

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Entre janeiro e setembro de 2019 o Brasil exportou 3,035 milhões de toneladas de carne de frango, 1,05% a mais que nos mesmos nove meses de 2019, índice que correspondeu a um volume adicional de pouco mais de 31 mil toneladas.

O curioso neste caso, é que a maior contribuição para esse aumento veio da carne salgada, item que desde o ano passado tem permanecido na berlinda com a desabilitação de alguns abatedouros exportadores do produto.

Em outras palavras, o incremento de 46% nas exportações de carne salgada deste ano significou 30,3 mil toneladas a mais que em idêntico período de 2018, volume que representou 96,5% do adicional total registrado.

É verdade que, ao lado da carne salgada, as exportações de cortes de frango também aumentaram. Mas foi um incremento ínfimo, inferior a meio por cento e correspondente a 8 mil toneladas a mais. Que mal serviram para cobrir o déficit (de pouco mais de 7 mil toneladas) apresentado pelo frango inteiro (3 mil toneladas a menos) e pelos industrializados (queda ligeiramente superior a 4 mil toneladas).

Mas se contribuiu para o aumento de volume, a carne salgada não teve o mesmo desempenho na captação de receita. Pois foi a única a registrar queda no preço médio. Dessa forma, enquanto o volume exportado aumentou 46%, o incremento de receita não chegou a 33%.

Os outros três itens apresentaram desempenho inverso. Porque, mesmo com volume menor, frango inteiro e industrializados registraram, cada um, aumento de 4% na receita cambial. E os cortes, cujo volume aumentou apenas 0,4%, arrecadaram 8% mais que no mesmo período de 2018. Dessa forma, contribuíram com 71% da receita adicional registrada – pouco mais de US$380 milhões.




A Revista do AviSite e a Revista do Ovo já estão disponíveis! É só acessar!








NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: