Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Sexta-feira, 20/09/2019
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
Acompanhe agora a cobertura do SIAVS 2019




Campinas, 28/08/2019 | 09:06

Fonte: AviSite | Autor: Redação


Veja algumas fotos da feira que está acontecendo no SIAVS 2019.


O espaço da Mundo Agro Editora na Feira que está acontecendo no SIAVS.


Grande público presente agora no SIAVS 2019.



Gilberto Tomazoni, CEO da JBS, agora no Painel dos CEOs, no SIAVS. "Estamos trabalhando visando nosso crescimento para atender as demandas de nosso consumidor. Alguns pontos que trabalhamos: excelência produtiva, aumento da produção com qualidade, estrutura, diversificação de produtos, trabalhar com produtos de maior valor agregado. Temos uma mudança enorme pela frente, com alta tecnologia e nossa responsabilidade é grande como indústria produtora de alimentos".



Produção, consumo, exportação, melhoria do processo produtivo, maturidade, responsabilidade, regras claras entre os mercados, para quem compra e para quem vende. "Temos duas opcões: fazer direito e capturar essa grande fatia do bolo ou fazer de qualquer jeito e contar com a sorte", abordou agora no Painel dos CEOs no SIAVS, Lourival Luz, CEO da BRF.


Lourival Luz, CEO da BRF, no Painel dos CEOs, no SIAVS: "O mercado mundial de proteína animal cresce, assim como as exportações, a uma taxa ainda maior que consumo. Temos totais condições favoráveis de avançar no mercado mundial com a nossa competitividade. A população cresce, o consumo cresce e temos excelentes oportunidades para atender o mercado mundial. Nossa exportação cresce mais que nosso consumo e nossa produção no Brasil e com maturidade e responsabilidade temos que fazer 'do jeito certo'. O Brasil sozinho responde por 15% da produção de frango, sendo 4% do total mundial advindo da BRF. Isso é uma responsabilidade muito grande e temos que nos posicionar cada vez melhor em nível mundial. 72% do frango halal (griller) são produzidos no Brasil. Isso é muito importante! Somos indispensáveis em vários mercados. Temos que olhar com cautela e perspectiva para nossa maior evolução".


Mário Lanznaster, CEO da Aurora, participa agora do Painel dos CEOs, no SIAVS 2019. "A produção de proteína animal mudou muito e está mais profissional. Com isso, houve um aumento muito grande de produção e o Brasil abriu grandes frentes ao mercado externo, tornando-se um dos principais produtores e exportadores de carne do mundo. Temos que ter consciência de nossa capacidade para alimentar boa parte do mundo. Se fizermos com dedicação, amor e carinho o resultado vem".


PAINEL DOS CEOS: grandes nomes na indústria de produção de proteína animal como Mário Lanznaster, CEO da Aurora, Lourival Luz, CEO da BRF e Gilberto Tomazoni, CEO da JBS, participam agora de um dos principais momentos do SIAVS, o Painel dos CEOs. A intermediação ficou a cargo de Ricardo Santim, Diretor da ABPA.


Justin Sherrard, Rabobank, aponta a consequência da epidemia de Peste Suína Africana no mundo para o mercado de proteína animal. "A tendência aponta um aumento de produção e vendas para o setor de aves e bovinos com a queda de 10% a 15% da produção de suínos por conta da PSA. A doença está prejudicando enormemente a suinocultura mundial. Um desafio enorme para todos. Os prejuízos podem ser ainda maiores que os previstos. Houve também nesse último ano uma mudança no padrão de consumo de proteína devido ao preço, percepção da segurança alimentar e disponibilidade. O Brasil tem um papel fundamental no cenário mundial. O país irá aumentar as exportações de aves, por exemplo, nos próximos dez anos. A competitividade deverá aumentar com a venda para diferentes destinos. O Brasil é muito competitivo relativos aos custos de produção, uma grande vantagem frente à países europeus e aos Estados Unidos".


Realidade no campo: Inteligência artificial, Internet das coisas, avanço da tecnologia para um avanço da produtividade com a consequência da melhoria da economia, impulsionada pelas exportações de grãos, como milho, soja e trigo. Agora no SIAVS, Dilvo Grolli, presidente da Coopavel diz que "é preciso ser respeitada a vocação sulamericana para ser um fornecedor mundial de grãos".


Dilvo Grolli, Presidente da Coopavel, traz ao SIAVS um panorama do setor de grãos, envolvendo produção e exportação. "Temos muitas oportunidades para o milho e soja que passam pelas questões da logística. Por essa melhoria passa o avanço da economia e da geração de emprego".


Redilton Bretas, Grupo Azlog Bretas, no Simpósio OvoSite. "É muito bom estarmos aqui para falarmos sobre oportunidades, e não de crise. É preciso definir estratégias para aumentar as exportações brasileiras de ovos e seus derivados"


Leonardo Guerrini, da Four Import Export, aborda questões voltadas ao mercado externo e questões necessárias para o avanço das exportações de ovos. Logística, custos produtivos, estrutura e instabilidade monetária foram temas de análise.


É a hora no debate no Simpósio OvoSite. Público presente acompanha análises para aumento de consumo, exportação e melhorias para a produção.



Ricardo Faria, da Granja Faria, no Simpósio OvoSite, durante o SIAVS: "União do setor visando as exportações de ovos e seu aumento de consumo é fundamental. Precisamos usar todo o expertise da ABPA com seu trabalho em frangos e suínos para ampliar a exportação de ovos. Estamos em um momento de plantar para colher bons frutos no futuro".



Gustavo Crossara, CEO da Somai Alimentos. "O setor não vai regredir. Nosso único caminho é crescer. Temos um status sanitário diferenciado. Gestão de produção com excelência. Precisamos avançar em consumo interno de ovos e exportação. Fica aqui um registro ao trabalho feito pela Ovos Brasil, que tem dado um incrível suporte à evolução do mercado".



Leandro Pinto, proprietário do Grupo Mantiqueira. "É um absurdo a falta de união para a venda de ovos. Somente pouco mais de 50 produtores dão suporte à Ovos Brasil. É um absurdo! Não podemos pensar em exportar só excedente. Vamos fazer algo organizado! É união...Temos que ter uma associação forte e apoiá-la".



Nélio Hand, Presidente da Associação de Avicultura do Espírito Santo, no Simpósio OvoSite, durante o SIAVS. "O trabalho com relação ao consumo de ovos precisa ser implementado. O setor deve também fortalecer suas entidades. Vale a pena a união. Temos grande oportunidade para crescer e vamos em busca. Quanto à legislação ainda são necessários ajustes, como por exemplo para a produção e venda de ovos líquidos. Bem estar animal: os produtores devem acompanhar de perto essa discussão. Não é só 'abandonar gaiolas', mas sim trabalhar em um projeto específico, visando um nicho de mercado. E sobre o mercado externo, é uma grande possibilidade de avanço e temos que aprender muito com o setor de corte e podemos crescer juntos".


SUCESSO DE PÚBLICO: o Simpósio OvoSite recebe grande público nesta tarde durante o SIAVS. O foco principal está sendo os caminhos para o mercado externo para os ovos brasileiros.



Osler Desouzart, consultor, em sua apresentação no Simpósio OvoSite. "Por que não temos uma postura mais agressiva quanto às exportações de ovos? Vendemos só um excedente e não há um projeto voltado ao mercado externo para o setor de postura. O que pode nos auxiliar são números, dados e estatísticas, que são parcos no Brasil. Mesmo em países que lideram o setor também existe essa realidade. Há um grande espaço para exportação de ovos, mas somos hábeis em produzi-los, mas não em vendê-los. O Brasil carece de melhor sistematização do setor".



Francisco Turra, Presidente da ABPA, prestigia o Simpósio OvoSite. "O espaço para exportar ovos é muito grande. É preciso ter um volume fixo de exportações de ovos. Temos países com as portas abertas ao nosso produto, como os EUA, que já nos questionaram do porquê não avançamos no mercado externo para ovos. Temos um potencial enorme de produção e vendas e vamos dar todo apoio para o segmento de postura."



A Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante a abertura do SIAVS. "São 2 milhões de pessoas que trabalham na produção de aves e suínos. Pessoas guerreiras e que transformam os segmentos em um dos principais do Agro. Vamos continuar trabalhando, dentro de uma política voltada ao crescimento das exportações. Sabemos produzir. Agora temos que nos unir, com um forte discurso para o avanço e crescimento do Agronegócio".


O Governador de São Paulo, João Doria, durante a abertura no SIAVS abordou a capacidade do estado para o setor. "SP está colocando o agronegócio como prioridade em sua agenda. Com mais agilidade, tecnologia e desenvolvimento o estado de SP apóia e busca suporte ao agro, um dos principais setores da economia do país. Com respeito ao meio ambiente, diálogo e respeito seguiremos cada vez mais fortes".


Francisco Turra, Presidente da ABPA fala agora no SiAVS: "O agronegócio é sinônimo de emprego e desenvolvimento. Nossos olhares são sempre vistos para o mercado externo. Temos excelentes perspectivas para o setor e os ventos favorecem nossa jornada, principalmente quando avaliamos nossa capacidade produtiva e também de sanidade animal".


Começa agora em São Paulo, o Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura, o SIAVS 2019, um dos maiores eventos do setor de produção de proteína animal. O AviSite está presente e acompanhará tudo até quinta-feira. #Jornalismo #Agro #AviSite #CoberturaEspecial






NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: