Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quarta-feira, 18/09/2019
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
EUA e Brasil: evolução de preços da carne de frango na exportação




Campinas, 17/05/2019 | 07:05

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Dados da FAO a propósito da evolução de preços da carne de frango exportada pelos EUA e pelo Brasil indicam que,após um pico no início desta década, os preços do produto passaram a sofrer incisiva retração.

O Brasil conseguiu estancar essa retração a partir de 2017, mas nos EUA ela ainda prossegue. A ponto de 2018 ter sido fechado com um preço médio inferior ao registrado 10 anos atrás, em 2009.

Já o preço brasileiro alcançado em 2018 foi o mesmo registrado em 2009 – pelos dados da FAO, US$1.552,00 por tonelada, valor aplicável apenas à carne de frango in natura. Porém, essa estabilidade também significou queda de 25% em relação ao pico alcançado no primeiro ano da corrente década, 2011.

Tal queda, sem dúvida, representa perda. Mas só na receita cambial. Pois em 2018 o valor do dólar foi mais de 100% superior ao de 2011 e, assim, a redução de 25% foi, na maior parte, revertida, visto que a inflação acumulada no período ficou pouco acima de 40%.

Notar que, independente das variações anuais, os preços alcançados pelo produto brasileiro estão sempre acima dos norte-americanos. Isso é reflexo do tipo de produto exportado pelos dois países. No caso dos EUA, essencialmente coxa e sobrecoxa de frango. No caso do Brasil, além do frango inteiro, sobretudo cortes (em 2018, quase 70% do total exportado), com maior agregação de valor.

Isso explica o fato de, nos últimos 10 anos, o preço médio da carne de frango brasileira ter ficado, em média, 66% acima do registrado pelo produto norte-americano.

Neste ano, porém – em função de desempenho relativamente opostos: desvalorização nos EUA; valorização no Brasil – o adicional brasileiro alcança índices superiores a 80%.





A EDIÇÃO DE MAIO DA REVISTA DO AVISITE JÁ ESTÁ NO AR! CLIQUE E ACESSE GRATUITAMENTE!







NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: