Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Links
Trabalhos Técnicos
Vídeos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Assine já
Sexta-feira, 14/12/2018
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
Margens do varejo na comercialização de frango e ovo




Campinas, 06/12/2018 | 06:58

Fonte: AviSite | Autor: Redação

No gráfico abaixo, uma ilustração do que foram as margens do varejo (preço ao consumidor em relação ao preço no atacado) na comercialização do frango e do ovo nas primeiras 48 semanas do ano, ou seja, entre janeiro e novembro de 2018.

Como de hábito, as margens mais elevadas são observadas na comercialização de ovos: nas 49 semanas enfocadas, elas alcançaram média próxima de 180%. Mas houve momento em que superaram os 250%. Já as margens registradas na comercialização do frango não ultrapassaram os 100%. Mas chegaram a ficar próximas desse índice, registrando em 11 meses média pouco superior a 66%.

As margens mínimas registradas, tanto no ovo como no frango, ocorreram por volta da 22ª-23ª semana de 2018. Não por coincidência, claro, esse é o período em que o mercado sofreu desabastecimento dos dois produtos como efeito da greve dos caminhoneiros.

A margem máxima obtida na comercialização do frango foi registrada por volta da 13ª semana do ano, ou seja, no final da Quaresma de 2018. Notar, porém, que a expansão da margem não se deu em cima de um aumento no varejo (a variação de preço em relação ao momento da margem mínima foi de apenas 1,8%), mas em decorrência de um profundo recuo nos preços do atacado. Na ocasião, o produto registrou um dos menores preços de 2018.

A história do ovo em relação à margem máxima – 256,88% sobre o preço registrado no atacado – não é muito diferente: ocorreu poucos dias atrás, no final de outubro, quando os produtores viram seus preços reduzidos a um dos menores patamares do ano. Note-se, aqui, que a queda de preços observada entre os dois momentos analisados (-46,67%) esteve muito próxima da enfrentada pelo frango (-41,59%). A única diferença é que, no varejo, o preço do ovo apresentou ligeiro recuo.

Os preços apresentados têm como base (1º) o levantamento semanal efetuado pelo PROCON-SP no varejo da cidade de São Paulo, aplicando-se ao frango resfriado e ao ovo branco (sem especificação de tipo); e, (2º) o preço médio levantado pela Jox Assessoria de Mercado para o frango resfriado comercializado no Grande Atacado da cidade de São Paulo e para cargas fechadas do ovo branco extra comercializadas no atacado da cidade de São Paulo.







NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: