Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Links
Trabalhos Técnicos
Vídeos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Classificados
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Assine já
Segunda-feira, 19/11/2018
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
A carne de frango em 2019 nos maiores produtores mundiais




Campinas, 18/10/2018 | 06:50

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Em suas primeiras projeções sobre a produção mundial de carne de frango, o Departamento de Agricultura dos EUA estima que a produção brasileira aumentará 1,85% em relação aos 13,550 milhões de toneladas que estão sendo previstos para 2018, atingindo assim um novo recorde.

Embora inferior, o crescimento brasileiro não será muito diferente do que o USDA prevê para a produção mundial – incremento em torno de 2,31%. Mas há países em que a expansão deverá ficar acima dessa média, casos, por exemplo, de Índia e Tailândia.

Ainda que os índices de incremento sejam modestos, o USDA estima que os grandes produtores mundiais serão beneficiados pela continuidade de condições favoráveis ao setor. Destaca, a propósito, a maior disponibilidade de matérias-primas (o que se traduz em custos mais baixos) e a ausência de novos surtos de Influenza Aviária de alta patogenicidade naqueles países afetados pela doença.

Em relação, especificamente, ao Brasil, é observado que – em função da retomada das exportações e do aumento da demanda interna – a produção deve se recuperar da queda enfrentada em 2018. A propósito, o volume previsto para o corrente exercício – 13,550 milhões de toneladas – é quase meio por cento inferior aos 13,612 milhões de toneladas estimados para 2017.

No quadro abaixo é feita, também, uma comparação do previsto para 2019 com o que foi produzido em 2014. Nesses cinco anos, apenas um país – a China – registra redução de produção (em decorrência, exatamente, da Influenza Aviária).

Notar que, no Brasil, o aumento em um quinquênio foi de 6,6%, ou seja, pouco mais da metade da expansão prevista para a produção mundial. Esse crescimento abaixo da média fez com que o País perdesse participação na produção total (-4,25%). Perda maior que essa, só a da China (18% a menos) e da Argentina (menos 7,19%). Em direção oposta, Índia e Tailândia aumentaram sua participação em mais de 16%.

A destacar, ainda, que além de Brasil e Argentina, outro país sul-americano – a Colômbia – passa a integrar o grupo dos maiores produtores mundiais de carne de frango. Juntos, os três países respondem por quase um quinto (pouco mais de 18%) da produção mundial.

Porém, mais destacável ainda é a produção dos quatro “BRIC”. Ou seja: Brasil, Rússia, Índia e China são responsáveis por mais de um terço (36,5%) da produção mundial de carne de frango.







NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: