Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Links
Trabalhos Técnicos
Vídeos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Classificados
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Assine já
Domingo, 19/08/2018
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
Frango: evolução da produtividade nos últimos 90 anos




Campinas, 25/04/2018 | 08:23

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Dados do National Chicken Council, entidade norte-americana da indústria do frango, mostram que nos últimos 90 anos o peso médio do frango aumentou quase 150%, ao mesmo tempo em que seu tempo de criação foi reduzido em cerca de 60%.

Em 1925, a criação de um frango demandava mais de três meses e meio (112 dias) e, ainda assim, seu peso médio não chegava às 1.200 gramas. Em 2015 o tempo de criação já havia caído a menos da metade do tempo anterior (48 dias), enquanto o volume de carne aumentou quase duas vezes e meia, ficando próximo dos 2,800 kg.

A despeito de campanhas de esclarecimento desenvolvidas mundialmente, muitos consumidores – apesar de ressaltarem o frango como a carne de sua preferência – julgam que esse desempenho provém do uso de hormônios. Mas ele resulta, apenas, de um melhoramento genético contínuo combinado com, também contínuos, avanços tecnológicos no arraçoamento, manejo, condições ambientais e controle de doenças. O que implicou não só em mais carne em menos tempo de criação, mas também em uma redução de mais de 70% na mortalidade e em um consumo de ração (conversão alimentar) 60% menor.

Em 2018, três anos depois do último dado (2015), todos os resultados então registrados estão superados. O peso médio se encontra bem além dos 2,8 kg, a idade média de abate caiu para menos de 45 dias, a mortalidade gira em torno de 4% e a conversão alimentar se encontra em 1,8 kg de ração por quilograma de frango produzido.

Com esses números, o AviSite propõe um desafio: comparar os ganhos obtidos nesses 90 anos em volume de carne, tempo de criação, necessidade de pintos de um dia e de ração. As bases para a comparação (1925): peso médio: 1,134 kg; idade de abate: 112 dias; mortalidade: 18%; conversão alimentar: 4,7:1. Às contas, pois.







NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: