Edição 100
10 Anos
Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Aplicativos
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Links
Trabalhos Técnicos
Vídeos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Classificados
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Assine já
Quinta-feira, 26/04/2018
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
Abate de aves sob SIF em 2017: recuo maior que o apontado?




Campinas, 19/03/2018 | 08:35

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Os dados do Serviço de Inspeção Federal (SIF) do MAPA apontam, como publicou o AviSite há uma semana (segunda-feira, 12 de março), que os estabelecimentos “sifados” abateram em 2017 pouco mais de 5,5 bilhões de cabeças de aves, resultado que representou queda de 0,56% em relação aos abates sob SIF do ano anterior. Será, porém, que a redução não foi maior que a apontada?

A dúvida surgiu quando, analisados individualmente os abates por Unidade Federativa (UF), observou-se que o Paraná abateu no ano quase 100 milhões de cabeças a mais que em 2016, enquanto, por exemplo, no grupo das oito principais UFs (que o Paraná lidera) o aumento foi de 12 milhões de cabeças. A partir daí aprofundou-se a análise sobre os abates paranaenses, agora em termos mensais. E o que se constatou é que, no levantamento do SIF, os abates de novembro e dezembro atingem resultados que destoam dos dez meses anteriores. Pois, frente a abates médios de 154,3 milhões de cabeças mensais entre janeiro e outubro, os abates do bimestre final do ano aumentam quase 40% e atingem a média mensal de 212,7 milhões de cabeças.

Contrapostos aos números publicados pelo Sindicato das Indústrias Avícolas do Estado do Paraná - SINDIAVIPAR (restritos exclusivamente a frangos, enquanto os números do SIF são mais amplos, envolvendo aves em geral, exceto avestruzes), a ocorrência de uma distorção fica ainda mais clara (gráfico abaixo).

Supondo-se que em novembro e dezembro os abates “sifados” paranaenses tenham se mantido dentro da média registradas nos 10 meses anteriores, o volume anual do Estado cairá para pouco mais de 1,851 bilhão de cabeças abatidas, enquanto o total abatido nacionalmente sob SIF recuará para 5,391 bilhão de cabeças, 2,67% menos que o registrado em 2016 – um índice mais compatível com aqueles divulgados pelo próprio setor avícola.


Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!






NOTÍCIAS RELACIONADAS

NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS











NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: