Edição 100
10 Anos
Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Aplicativos
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Links
Trabalhos Técnicos
Vídeos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Classificados
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Assine já
Quinta-feira, 26/04/2018
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
EUA e seus principais importadores de carne de frango no ano




Campinas, 09/11/2017 | 08:42

Fonte: AviSite | Autor: Redação

Comparativamente ao mesmo período de 2016, de janeiro a setembro de 2017 apenas dois novos participantes passaram a integrar o quadro dos 10 principais importadores de carne de frango dos EUA: Cazaquistão e África do Sul – no ano passado ocupantes da 12ª e 21ª posições e agora 9º e 10º lugares, respectivamente.

Em conjunto com os outros oito principais importadores eles propiciaram um aumento de 5,73% nas aquisições do grupo e, assim, neutralizaram a queda de 4,51% observada entre os demais 130 países atendidos no período, assegurando incremento de 1,38% nas exportações norte-americanas de carne de frango do período.

Levando em conta que nesses mesmos nove meses as exportações brasileiras de carne de frango recuaram 2,37% (como efeito – aponta-se – da Operação Carne Fraca), ficou uma indagação: o espaço perdido pelo Brasil foi ocupado pelos EUA?

Não – é a resposta – até pelo contrário. Algo que está explícito na tabela abaixo, na qual se avalia a representatividade dos 10 principais importadores de carne do frango dos EUA nas exportações brasileiras do produto.

Embora o Brasil só atenda sete desses dez importadores (até setembro não havia efetuado nenhuma exportação para Taiwan, Guatemala e Cazaquistão), nenhum deles reduziu suas compras em nosso País. E enquanto as vendas dos EUA para esses sete países aumentaram perto de 8,5%, as brasileiras registraram aumento de 25,53%.

Não só isso: entre os sete, três (México, Canadá e Hong Kong) reduziram as importações dos EUA. Em consequência, o resultado positivo obtido só se concretizou graças ao excepcional aumento de fornecimento aos dois países africanos do grupo – Angola, cujas importações quase dobraram, aumentando 91,12%; e, sobretudo, África do Sul, mercado que os EUA conseguiram reabrir plenamente em 2017 e que, até setembro, registrou aumento de 183,54% nas importações de carne de frango.

Vale registrar que, nesses nove meses, a África do Sul tornou-se o quarto principal receptor da carne de frango brasileira, sua importações aumentando quase 50% nesse período. Ressalve-se, de toda forma, que essa colocação refere-se apenas ao volume importado, porquanto em termos de receita cambial as compras sul-africanas ocuparam o oitavo posto.


Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!






NOTÍCIAS RELACIONADAS

NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS











NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: