Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Links
Trabalhos Técnicos
Vídeos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Classificados
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Assine já
Quarta-feira, 20/06/2018
Siga-nos:
ESTATÍSTICAS & PREÇOS

Produção de Carne de Frango
em mil ton

20142015201620172018
JAN1.081,51.116,61,156,01,211,21.166,7
FEV995,91.033,51.116,21.067,81.083,1
MAR1.105,21.144,51.197,41.173,7
ABR1.023,41.087,21.146,51,131,2
MAI1.053,41.134,91.172,21.138,8
JUN1.046,41.078,61.102,31.098,9
JUL1.070,71.142,31.172,21.156,8
AGO1.115,51.192,91.127,01.143,2
SET1.078,21.140,41.073,31.096,8
OUT1.135,01.188,81.125,31.149,0
NOV1,137,61.164,21.035,11.094,1
DEZ1,102,81.122,61.1001.150,6
TOTAL12.945,913.546,513.523,413,612,22.249,8

Carne de frango: produção e oferta interna em fevereiro

Baseada na produção anterior de pintos de corte e já com novos parâmetros de produtividade dos frangos criados, a APINCO estimou que em fevereiro passado foram produzidas 1,083 milhão de toneladas de carne de frango.

O volume apontado significou aumento de 1,43% sobre o mesmo mês do ano passado (perto de 1,068 milhão/t em fevereiro de 2017) e redução de 7,17% sobre o mês anterior (mais de 1,166 milhão/t) em janeiro de 2018.

Notar, porém, que fevereiro é mês mais curto, com três dias a menos que janeiro. E isso, considerado, a produção efetiva do segundo mês do ano foi quase 3% maior que a de janeiro/18.

Ainda assim, o volume total produzido no primeiro bimestre de 2018 recuou mais de 1% em relação ao mesmo período de 2017, situação que deveria proporcionar maior estabilidade ao mercado interno, cujo consumo é visivelmente menor nos primeiros meses de todo novo ano.

Infelizmente, porém, a pequena queda registrada foi totalmente neutralizada por uma redução de quase 8% nas exportações de carne de frango. E o efeito disso foi, em vez de uma redução, um aumento próximo de 1,5% na oferta interna do produto. Em momento de consumo recessivo.

É verdade, aqui, que a oferta interna de fevereiro registrou recuou de 7,68% em relação a janeiro. Mas isso se restringe ao volume nominal, porquanto, com o mês mais curto, a oferta real na verdade aumentou, apresentando incremento de mais de 2%. Em momento – repetindo - de consumo recessivo.

Além disso, analisando-se a evolução da oferta interna sob o aspecto bimestral, constata-se que o volume acumulado no primeiro bimestre de 2018 foi o mais elevado dos últimos sete bimestres (isto é, desde janeiro de 2017 até fevereiro de 2018), superando até mesmo o que foi ofertado no bimestre novembro-dezembro de 2017, teoricamente o de maior consumo do ano. Em momento – repetindo mais uma vez – de consumo recessivo.

O resultado só podia ser esse que todos estamos vendo aí. 

Fonte: APINCO
Frango - Estatísticas
Frango - Cotações
Ovo - Estatísticas
Ovo - Cotações
REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: