Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quinta-feira, 12/12/2019
Siga-nos:
Trabalhos Técnicos
-->
CIÊNCIA & TECNOLOGIA - Trabalhos Técnicos

Ambiência

Desenvolvimento de um Sistema de Iluminação Eficiente para Aviários de Produção de Ovos Férteis

R. A. Jordan M. H. F. Tavares Introdução Na produção de ovos férteis consome-se grande quantidade de energia elétrica, devido à necessidade de exposição das poedeiras à luz na faixa de comprimento de onda entre 664 a 740 nm (1), sendo usualmente empregada uma iluminância média de 40 luxes, dentro de um programa que exige 17 horas diárias de iluminação, fazendo com que o sistema funcione inclusive no horário de pico. Num galpão de 100 m x 12 m chega-se a empregar até 120 lâmpadas incandescentes de 100 W, compondo um sistema de iluminação com baixa taxa de conversão Iúmen/watt, pequena durabilidade, baixo fator de uniformidade, levando a quedas de produção e altos custos. O uso intensivo da luz encarece o processo produtivo, fazendo com que a produção de um ovo fértil chegue a consumir 33,40 W h apenas em iluminação. Nosso trabalho objetivou desenvolver um novo sistema de iluminação para galpões de postura de ovos férteis, o qual oferecesse maiores vantagens técnico-econômicas. Materais e Métodos O trabalho foi realizado no perÌodo de 2000-2001, em uma granja situada na Região Sudoeste do Paraná, integrada a uma empresa de produção de pintinhos de um dia. Foram seguidas 4 etapas: escolha das lâmpadas, determinação da configuração dos novos sistemas, montagem e avaliação técnico-econômica dos novos sistemas. Na escolha das lâmpadas, realizada através de catálogos de fabricantes, foram exigidas as caracterÌsticas: capacidade de reprodução da cor amarela igual ou superior a lãmpada incandescente, oferecimento de bom rendimento lumens/watt, alta durabilidade, facilidade de manuseio. Foram selecionadas as lâmpadas: fluorescente 32 W, fluorescente HO 110 W, vapor mista 250 W, vapor de sódio 150 W, vapor de sódio 70 W. Na determinação das configurações, foram calculados os valores de número de lâmpadas, altura de montagem e distância entre lâmpadas, através do método de cálculo luminotécnico "Ponto a Ponto", aplicado a um galpão padrão de 100 m x 12 m. Considerando-se os custos, foram instalados 3 sistemas de iluminação em galpões de tamanho padrão, os quais alojavam uma média de 4,7 poedeiras por m2. Dados referentes a um quarto galpão, equipado com um conjunto de iluminação convencional, composto por 99 lâmpadas incandescentes de 100 W, também foram analisados, para fins comparativos. Os galpões foram numerados de acordo com o respectivo sistema de iluminação: 1 - Lâmpadas Fluorescentes HO 110 W. 2 -Lâmpadas Vapor de SÛdio 70 W. 3 - Lâmpadas Vapor Mista 250 W. 4 - Lâmpadas Incandescentes 100 W. Na montagem dos sistemas, foram tomados cuidados para assegurar a facilidade de retirada dos conjuntos, uma vez que, a cada 10 meses, È realizada a troca de lote e a desinfecção completa do galpão. J· na etapa de avaliação, foram tomados os dados de consumo de energia elétrica, queima de lâmpadas, fator de potÍncia e produção de ovos, ao longo do tempo útil de produção do lote de aves (10 meses). Para a análise dos dados de produção, aplicou-se o modelo menor Tempo de Retorno (2 meses). Entretanto, a maior durabilidade do Sistema 2, formado por 34 lâmpadas Vapor de Sódio 70 W, faz com que se torne o sistema de iluminação mais indicado. Tal sistema também apresenta o menor fator Wh/ovo/lote, indicativo de sua maior eficiÍncia energética, 75% superior à das lâmpadas incandescentes. matemático para curva de produção de ovos (2), verificando-se persistência de postura, uniformidade do lote, idade e nÌvel de postura no pico de produção. Já do ponto de vista de Engenharia Econômica, foram empregados os métodos de Valor Presente e de Prazo de Retorno. Resultado e Discussão A análise dos dados de produção dos galpões 1, 2 e 3 mostrou ter havido acréscimo na produção, relativamente à produção do galpão 4, nas primeiras semanas, até chegar-se ao pico de produção, ocorrido entre a 29ª e a 34ª semanas para todos os 4 galpões. Após as semanas iniciais, a produção de ovos nos galpões 1,2 e 3 tendeu a estabilizar, acompanhando a curva padrão. Os lotes de poedeiras instalados nos galpões 1,2 e 3 apresentaram, de acordo com o modelo adotado (2), maior uniformidade de postura. Os resultados da análise financeira e dos custos operacionais, dos quais uma parte está mostrada na Tabela 1, indicam o Sistema 3 como o de maior viabilidade, já· que apresenta o menor Tempo de Retorno (2 meses). Entretanto, a maior durabilidade do Sistema 2, formado por 34 lâmpadas Vapor de Sódio 70 W, faz com que se torne o sistema de iluminação mais indicado. Tal sistema também apresenta o menor fator Wh/ovo/lote, indicativo de sua maior eficiência energética, 75% superior à das lâmpadas incandescentes. Tabela 1. Resultados da análise financeira de viabilidade e custos operacionais para dois sistemas. Conclusão O sistema de iluminação composto por lâmpadas vapor de sódio 70 W mostrou-se o mais recomendado para a iluminação de galpões de postura de ovos férteis. Bibliografia 1. Buyse J, Simons PCM. Worldís Poultry Science Journal 1996; 52:121-130. 2. Fialho FB, Ledur MC. Embrapa - SuÌnos e Aves 1999 (Comunicado Técnico)


Ambiência



























CATEGORIAS

Administração, Economia, Planejamento e Política Avícola (10)

Ambiência (27)

Equipamentos (3)

Estrutiocultura (2)

Genética (1)

Incubação (9)

Manejo (31)

Meio Ambiente (1)

Nutrição (67)

Outras Áreas (31)

Produção (18)

Saúde (3)

Saúde Avicola (68)

REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: