Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 02/06/2020
Siga-nos:
Trabalhos Técnicos
-->
CIÊNCIA & TECNOLOGIA - Trabalhos Técnicos

Saúde Avicola

Monitorização em Salmonella

Nascimento , do Pinheiro, V. UFRGS/CDPA - Revista Sanidade Avícola Um tema parece ter tomado o topo da lista de prioridades sanitárias e estratégicas de todas as empresas avícolas, órgãos governamentais encarregados da verificação da qualidade microbiológica de produtos finais de origem animal e, obviamente, dos consumidores destes mes-mos produtos: a Salmonella. Recentes modificações na legislação que rege o Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA) foram realizadas no sentido de aperfeiçoar o controle da ocorrência de Salmonella nos plantéis avícolas, tornando-a mais abrangente e restritiva em suas recomendações. No mesmo sentido, estabeleceu o governo dos Estados Unidos, através do seu Departamento de Agricultura (USDA), normas que prevêem a redução da ocorrência de patógenos que representam perigo à saúde humana, em especial a Salmonella, em produtos finais de origem avícola. Esta regulamentação, chamada Mega Reg, estabelece metas de redução na presença destes agentes, ao longo de um período determinado, em alimentos produzidos pelas empresas que se submeterem ao programa. Como bonificação, estas mesmas empresas poderão usar a seu favor o fato de estarem comprometidas com um processo de melhoria de qualidade microbiológica, inclusive como ferramenta de marketing junto ao consumidor. A indústria avícola brasileira, uma das maiores produtoras e exportadoras mundiais de carne de frango, também tem realizado, através da maioria de suas empresas, programas de monitorização e controle da ocorrência de Salmonella em seus lotes e também produtos finais. O nosso laboratório é parte integrante deste esforço conjunto que visa, como objetivo final, a satisfação do consumidor, quer seja de material genético (ovos férteis e pintos de 1 dia) como de alimentos. Desde 1994, o CDPA vem, através da prestação de serviços de diagnóstico e detecção de Salmonella em amostras clínicas, ambientais (swab de arrasto, cama, água, fundo de caixa, etc.) e de produtos finais (carcaças e partes de frango) para diversas empresas, contribuindo no sentido de permitir às mesmas o acesso a uma radiografia de suas ocorrências e eventual positividade, permitindo que ações possam ser implementadas visando um melhoramento ainda maior da qualidade do produto. Para que se tenha uma idéia da magnitude deste processo, neste período processamos mais de 10 mil amostras de produtos finais, o que representa uma amostragem ímpar inclusive em termos internacionais. Mas não paramos por aí. Cumprindo com a função precípua da universidade, trabalhos de pesquisa foram e vêm sendo desenvolvidos, a maioria deles com participação direta de nossos orientados de pós-graduação, visando contribuir com novas tecnologias que permitam instrumentar ainda melhor os programas de controle realizados pelas empresas nacionais. Foi baseado neste objetivo que tivemos, através da dissertação de mestrado do méd. vet. (MV) Alexandre Pontes Pontes, a implantação de técnica de amplificação gênica (PCR) para a detecção de Salmonella em swab de arrasto, permitindo à empresa avícola ter uma informação sobre o status de presença do agente em seus lotes de frango poucos dias antes do abate, e não mais 10 ou 12 dias antes. Os benefícios são enormes, não só por permitir a visualização de um quadro mais próximo da realidade final do lote, mas também em termos de programação da seqüência de abates e destino dos produtos. Mais informações sobre esta técnica, que já encontra-se disponível para nossos clientes, foram dadas em artigo na edição anterior desta revista. Da mesma forma, outra dissertação de mestrado, defendida recentemente pela MV Sílvia Dias de Oliveira, estabeleceu metodologia que utiliza a PCR para a detecção das 4 salmonelas de interesse avícola (Gallinarum, Pullorum, Enteritidis e Typhimurium) em materiais de origem avícola. A importância estratégica deste trabalho é óbvia, na medida em que a legislação brasileira atual prevê o controle destes 4 sorovares, e a possibilidade de utilizar um procedimento que permita a sua detecção em um prazo mais curto de tempo, será de enorme utilidade para a indústria. Finalmente, trabalhos de doutorado em desenvolvimento pelos MVs Luciana Ruschel dos Santos e Elci Lotar Dickel prevêem abordagens que visam, no caso da primeira, o estabelecimento de técnicas de biologia molecular e de fagotipagem que permitam o traçado de perfil epidemiológico de ocorrência de salmonelas em produtos avícolas e em surtos de intoxicação em humanos (trabalho que será objeto de artigo na próxima edição da Revista do CDPA). No caso do segundo, aproveitando sua vasta experiência no Serviço de Inspeção Federal, propõe-se a utilização de métodos imunológicos e de amplificação gênica no estabelecimento de controles de ocorrência de Salmonella em abatedouros avícolas de grande, médio e pequeno porte. Como pode ser visto, o problema, embora continue sendo um dos mais sérios da indústria avícola mundial, vem sendo trabalhado através de um grande esforço por parte dos envolvidos, entre os quais o CDPA/ UFRGS, tem a satisfação de poder contribuir.


Saúde Avicola









































Ir para a página:  1   2   Próxima >>

CATEGORIAS

Administração, Economia, Planejamento e Política Avícola (10)

Ambiência (27)

Equipamentos (3)

Estrutiocultura (2)

Genética (1)

Incubação (9)

Manejo (31)

Meio Ambiente (1)

Nutrição (67)

Outras Áreas (31)

Produção (18)

Saúde (3)

Saúde Avicola (68)

Saúde Pública (1)

REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: