Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Sexta-feira, 24/05/2019
Siga-nos:
Trabalhos Técnicos
-->
CIÊNCIA & TECNOLOGIA - Trabalhos Técnicos

Manejo

Novas alternativas para promover o descanso produtivo de poedeiras comerciais

Autores: Edivaldo Antonio Garcia1, Andréa de Britto Molino2, Kleber Pelícia3, Javer Alves Filho2, Andressa Takahara Montenegro4, Elise Saori Murakami4, Daniella Aparecida Berto2, Graciene Conceição dos Santos2 1 Professor Titular do Departamento de Produção Animal da FMVZ - Unesp/Botucatu. egarcia@fmvz.unesp.br 2 Alunos do curso de Pós Graduação em Zootecnia da FMVZ-Unesp/Botucatu. molinoab@fmvz.unesp.br 3 Docente do Departamento de Zootecnia da UNIFENAS, Alfenas- MG 4 Alunas de Graduação em Zootecnia da FMVZ-Unesp/Botucatu - Bolsistas de Iniciação Científica FAPESP * Projeto financiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP Introdução Frente a crescente preocupação mundial com o bem estar animal, há necessidade da realização de novas pesquisas. Frente a crescente preocupação mundial com o bem estar animal, há necessidade da realização de novas pesquisas com o intuito de encontrar métodos menos severos de promover o descanso produtivo em poedeiras comerciais, já que o método convencional de privação de alimento e eventualmente privação de alimento e água, tem sido considerado “traumático” pelos países europeus por provocar sofrimento às aves. Desta forma, a utilização de métodos alternativos ao jejum prolongado para a indução do descanso produtivo, foi também motivo de estudo de Scherer et al. (2009), que avaliaram a restrição de cálcio e fósforo; cálcio, fósforo e sódio; cálcio, fósforo, sódio e aminoácidos, comparativamente à utilização de milho moído por 28 dias e ao jejum de 14 dias. Os autores concluíram que as aves submetidas ao jejum apresentaram menor peso corporal aos 14 e 28 dias e maior regressão do ovário que os demais métodos de muda empregados, sendo o único método que levou à cessação temporária da produção de ovos. A restrição de cálcio e fósforo não interferiu nos níveis desses minerais no metatarso. O método de muda não influenciou a percentagem de postura, percentagem de ovos quebrados e mortalidade ao longo dos 28 dias do período experimental. Souza et al. (2010) diluíram a ração de poedeiras comerciais em casca de arroz como método alternativo em comparação à técnica convencional de descanso produtivo (jejum), utilizando três níveis de restrição alimentar qualitativa (100, 75 e 50 %) e três percentuais de redução de peso corporal (15, 20 e 25 %), e concluíram que as restrições alimentares em 75 e 50 % promovem perda de peso gradativa, mantendo os níveis de produção próximos ao método de jejum convencional. O objetivo do presente trabalho foi comparar o método convencional de indução ao descanso produtivo (jejum alimentar) aos melhores resultados obtidos com trabalhos anteriores na utilização de métodos alternativos quanto aos resultados de produção de ovos e propor novos métodos. Para ver o trabalho clique aqui.


Manejo































CATEGORIAS

Administração, Economia, Planejamento e Política Avícola (10)

Ambiência (27)

Equipamentos (3)

Estrutiocultura (2)

Genética (1)

Incubação (9)

Manejo (31)

Meio Ambiente (1)

Nutrição (65)

Outras Áreas (31)

Produção (18)

Saúde (3)

Saúde Avicola (67)

REVISTA ONLINE
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: