Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Sábado, 20/07/2019
Siga-nos:
Trabalhos Técnicos
-->
CIÊNCIA & TECNOLOGIA - Trabalhos Técnicos

Saúde Avicola

Tempo de penetração da salmonella heidelberg através da casca de ovos comerciais brancos e vermelhos

Autores: Fernanda Raghiante1; Ticiana Silva Rocha2; Daise Aparecida Rossi e Paulo Lourenço Silva3 1- DVM, Universidade Federal de Uberlândia, MG. 2 - Estudante de Pós-Graduação em Patologia Aviária na Universidade Estadual Paulista, Campus Botucatu, SP. 3 - Professores da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia, MG. Resumo O presente estudo tem como objetivo determinar o tempo mínimo para a penetração da Salmonella Heidelberg no interior do ovo depois do contato com material contaminado. Ovos brancos e vermelhos recém coletados de poedeiras, em granjas comerciais, foram artificialmente contaminados por contato com maravalha com líquido inóculo de Salmonella Heidelberg em estágio de crescimento de 103-104 CFU g-1. De acordo com o tipo (branco ou vermelho), os ovos foram distribuídos em três diferentes grupos com quatro repetições cada: o Grupo de Controle Negativo (sem contaminação artificial), o Grupo de Controle Positivo (analisados externamente após a contaminação e internamente depois do período máximo de armazenamento do Grupo de Teste) e Grupo de Teste. Os ovos foram armazenados em temperatura ambiente variável de 25°C a 30°C. No Grupo de Teste, os elementos internos do ovo (gema e albúmen) foram misturados e analisados depois de 1h:00, 1h:30min, 2h:00, 2h:30min, 3h:00, 3h:30min, e 4h:00 após a contaminação de Salmonella Heidelberg em 25g dessa amostra. O experimento foi realizado em cinco ovos em cada teste. O protocolo de análise incluiu pré-enriquecimento, enriquecimento seletivo, plaqueamento em ágar selecionado, e testes sorológicos e bioquímicos. Os dados coletados foram submetidos à regressão logística e os resultados indicaram a presença de Salmonella Heidelberg 2h:16min depois do contágio em ovos brancos e 2h:44min em ovos vermelhos. Para ver o trabalho clique aqui.


Saúde Avicola




























Ir para a página:  << Anterior   1  2

CATEGORIAS

Administração, Economia, Planejamento e Política Avícola (10)

Ambiência (27)

Equipamentos (3)

Estrutiocultura (2)

Genética (1)

Incubação (9)

Manejo (31)

Meio Ambiente (1)

Nutrição (67)

Outras Áreas (31)

Produção (18)

Saúde (3)

Saúde Avicola (67)

REVISTA ONLINE

Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail: