Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Sábado, 28/11/2020
Siga-nos:
Trabalhos Técnicos
-->
CIÊNCIA & TECNOLOGIA - Trabalhos Técnicos

Saúde Avicola

Biossegurança e Cuidados Sanitários para Frangos

Fátima R. F. Jaenisch A produção de frangos é um empreendimento que requer investimento razoável cujo retorno é proporcional à habilidade do produtor de maximizar os ganhos e minimizar as fontes de perdas. Tanto quanto a alimentação e o manejo, a saúde do plantel é importante. Aves doentes com ou sem sintomas visíveis, causam perdas à produção, além de comprometer a segurança do lote e dos plantéis circunvizinhos. No Brasil, país grande exportador de carne de frango, a necessidade da implementação de medidas de biossegurança no setor produtivo é cada vez maior. Uma vez que problemas sanitários graves, podem comprometer a exportação de produtos avícolas, essas medidas devem ser adotadas tanto visando a obtenção de melhores resultados de produção quanto devido ao comprometimento do setor com a produção regional e nacional. A biossegurança consiste no conjunto de medidas aplicadas em todos os segmentos da criação das aves, objetivando principalmente: - Diminuir o risco de infecções e aumentar o controle sanitário dos plantéis; - Minimizar a contaminação do ecossistema; - Resguardar a saúde do consumidor do produto. Os cuidados com a saúde das aves começam ainda na escolha do local para a construção do aviário e das linhagens que serão introduzidas na granja. Principais fatores a considerar: 1.Conscientização: É fundamental a conscientização de todos os funcionários da granja quanto à importância e à necessidade do isolamento das instalações e da implantação de medidas rigorosas para reduzir a probabilidade de introdução de doenças. 2. Aquisição dos pintos: Adquirir pintos de incubatórios idôneos, livres de micoplasmose, aspergilose e salmonelose, provenientes de matrizes com níveis adequados de anticorpos contra as principais doenças como: Gumboro, Bronquite Infecciosa das Galinhas, Newcastle, Encefalomielite, Coriza Infecciosa e Varíola Aviária. Todos os pintos devem ser vacinados ainda no incubatório, contra a doença de Marek. 3. Localização do aviário: O aviário deve estar localizado em local tranqüilo, rodeado por árvores não frutíferas e cercado com tela de arame, para evitar o livre acesso. Observar distância de um quilômetro, entre granjas de frangos de corte. Entre um aviário e outro, a distância deve ser de no mínimo de 100 metros. É importante manter, nos limites de cada granja, diferentes áreas de acordo com o grau de contaminação: - Área limpa: Localizada nas imediações do aviário, junto às aves; - Área de interface: Área intermediária, localizada entre a entrada da granja e o aviário, onde é feita lavagem e desinfecção de veículos, devendo existir um local para troca de calçados e roupas. Nessa área localizam-se silos, depósitos de gás, depósito de equipamentos; - Área suja: Local fora da granja e por onde circulam dejetos e materiais considerados contaminados. Para circulação dentro da granja, providenciar diferentes acessos: - Estrada limpa: para transporte de ração, aves e equipamentos e - Estrada suja: para a retirada de camas e aves de cada núcleo. 4. Limpeza e desinfeção: É imprescindível limpeza completa e posterior desinfeção do aviário e equipamentos entre um alojamento e outro. Após a retirada do lote, fazer limpeza completa do aviário: - Retirar todos os utensílios utilizados no aviário, remover a cama; - Lavar com água sob pressão todos os equipamentos do aviário (comedouros, bebedouros, telas, cortinas, paredes); Desinfetar o aviário: Os princípios ativos dos desinfetantes mais utilizados são: amônia quaternária, formol, cloro, iodo, cresol e fenol; - Caiar o aviário; - Redistribuir a cama. Colocar sempre cama nova nos círculos de proteção. Proceder uma nova desinfecção do aviário: É importante fazer rodízio periódico do princípio ativo do desinfetante utilizado; - Após esses cuidados, manter o galpão fechado por mais quatro horas. 5. Manejo Sanitário: - Evitar trânsito de pessoas, animais e veículos próximo aos aviários; - Fazer a troca obrigatória de calçados e roupas (se possível, adotar a prática de tomar banho) antes de entrar na granja; - Todos os acessos ao aviário devem possuir um recipiente com solução desinfetante para que as pessoa desinfetem os calçados (pedilúvios). Onde houver trânsito de veículos, utilizar o rodolúvio; - Proceder a desinfecção de veículos e todos os utensílios, antes de entrarem na granja; - As aves devem ser criadas no sistema "todos dentro, todos fora"; - Observar o vazio sanitário de pelo menos 10 dias entre um lote e outro de frangos; - Observar diariamente a limpeza dos bebedouros bem como do aviário e suas imediações; - Fazer o controle de moscas e ratos; - Incinerar ou enterrar as aves mortas em fossas sépticas ou utilizar compostagem; - Ter controle sobre a origem e qualidade da matéria prima utilizada na produção da ração e evitar o uso de produtos de origem animal; - Fornecer às aves somente água potável e tratada; - O produtor deve estar atento quanto às doenças existentes na região. Programas de vacinação para frangos de corte não são utilizados com freqüência, uma vez que o ciclo de vida de um lote é curto. No entanto, quando necessário, o esquema de vacinação deve atender as condições reais de cada região de acordo com o desafio sanitário de campo; - Aves doentes não devem ser vacinadas. O acompanhamento da saúde do lote é muito importante, dessa forma sempre que se fizer necessário, consulte um Médico-Veterinário.


Saúde Avicola









































Ir para a página:  1   2   Próxima >>

CATEGORIAS

Administração, Economia, Planejamento e Política Avícola (10)

Ambiência (27)

Equipamentos (3)

Estrutiocultura (2)

Genética (1)

Incubação (11)

Manejo (31)

Meio Ambiente (1)

Nutrição (67)

Outras Áreas (31)

Produção (18)

Saúde (3)

Saúde Avicola (68)

Saúde Pública (1)

REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF