Revista do AviSite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
Info Estatísticas
AviGuia
OvoSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Sexta-feira, 14/08/2020
Siga-nos:
Trabalhos Técnicos
-->
CIÊNCIA & TECNOLOGIA - Trabalhos Técnicos

Nutrição

Níveis de cálcio e clinoptilolita na dieta, qualidade óssea e excretas de poedeiras comerciais 1

Daniella Aparecida Berto2, Edivaldo Antônio Garcia3 , Kléber Pelícia4, Andréa de Britto Molino2, Ana Beatriz Garcia Faitarone2, Francine Vercese2 1 Projeto financiado pela FAPESP 2 Alunas do curso de Pós Graduação em Zootecnia, FMVZ/Unesp, Botucatu 3 Prof. Adjunto do Departamento de Produção Animal, FMVZ/Unesp, Botucatu 4 Docente do Departamento de Zootecnia da UNIFENAS – Alfenas/MG Resumo: Com o objetivo de avaliar a influência de níveis de clinoptilolita e cálcio na dieta sobre a qualidade óssea e excretas de poedeiras, foram utilizadas 576 aves Hisex Brown em um delineamento experimental inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 3X4 (três níveis de cálcio - 2,5; 3,1 e 3,7% e quatro níveis de clinoptilolita – 0,0; 0,15; 0,25 e 0,50%), com 12 tratamentos, seis repetições e oito aves por gaiola. O experimento teve duração de 112 dias. As rações foram formuladas à base de milho e farelo de soja e os níveis nutricionais seguiram as recomendações de Rostagno (2005), exceto o cálcio. Os resultados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey, a 5% de significância, utilizando-se o programa estatístico SISVAR. Houve interação significativa entre os fatores estudados sobre o teor de nitrogênio nas excretas. Efeitos significativos dos níveis de cálcio foram verificados. O aumento do nível de cálcio da dieta propiciou aumento linear das porcentagens de matéria seca e cálcio nas excretas. Conclui-se que o uso de clinoptilolita nas rações não alterou a qualidade óssea e não propiciou reduções na carga de poluentes das excretas. A utilização de 3,1% de cálcio na dieta de poedeiras em final de primeiro ciclo produtivo é viável, pois não alterou a qualidade óssea das aves, e ainda diminuiu o teor de cálcio nas excretas, quando comparado ao nível de 3,7%, contribuindo para um menor impacto ambiental das mesmas. Para ver o trabalho completo clique aqui


Nutrição




























Ir para a página:  << Anterior   1  2

CATEGORIAS

Administração, Economia, Planejamento e Política Avícola (10)

Ambiência (27)

Equipamentos (3)

Estrutiocultura (2)

Genética (1)

Incubação (9)

Manejo (31)

Meio Ambiente (1)

Nutrição (67)

Outras Áreas (31)

Produção (18)

Saúde (3)

Saúde Avicola (68)

Saúde Pública (1)

REVISTA ONLINE