sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Gripe aviária: crise na França aumenta com novos casos da doença

Surtos de gripe aviária já levaram ao abate mais de 12 milhões de aves na França desde o ano passado, causando a maior crise sanitária da história no país

A crise causada pela gripe aviária ganhou novos contornos no início de abril de 2022. Segundo o Ministério da Agricultura francês, novos casos de uma cepa altamente contagiosa do vírus foram confirmados; com isso, já são mais de 1,2 mil casos em plantéis comerciais de aves. A crise é a maior da história da França e provocou o abate de mais de 12 milhões de aves desde novembro de 2021.

Surtos de gripe aviária

O último surto de gripe aviária causado por aves selvagens que migram no outono começou em setembro de 2021 e afetou todos os países da União Europeia, com exceção de Chipre e Malta. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), os surtos terminaram na primavera, em março de 2022. Em decorrência disso, a França precisou abater 4 milhões de aves.

Acredita-se que o vírus da influenza aviária A (H5N1) tenha sido espalhado por aves selvagens que voltavam da migração, em um fenômeno raro. A nova transmissão ganhou força e velocidade nas duas principais áreas produtoras do país, a Bretanha e a região de País do Loire, famosa pela criação de patos para a produção de foie gras. Até o fim de março, o número de abates de aves devido à doença subiu para 12 milhões desde o ano passado.

Crise para os produtores

A França, assim como o restante da Europa, já sofre com o aumento dos preços de insumos agrícolas causado pelo conflito no Leste Europeu. A Ucrânia era o maior exportador de milho para a União Europeia, e o grão é o principal ingrediente da ração das aves.

Tanto a guerra quanto a gripe aviária estão afetando a oferta e o preço dos ovos no mundo. A Ucrânia era a principal fornecedora de ovos da União Europeia (UE), mas com o confronto a produção e o fornecimento estão comprometidos.

Os Estados Unidos, segundo maior fornecedor de ovos da UE, perderam 19 milhões de galinhas poedeiras no último ano, fazendo o valor do produto subir 200% no mercado interno. Segundo a agência de alimentos da Organização das Nações Unidas (ONU), o preço mundial dos alimentos já subiu 13% desde o início do confronto no Leste Europeu.

Efeitos para o Brasil

O Brasil também sente os efeitos da gripe aviária internacional. O País não registrou surtos da gripe e tem conseguido aumentar as exportações para suprir a carência no mercado internacional. Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), carnes de aves e miudezas registraram aumento de 5% nas exportações em março em comparação ao ano anterior.

O principal destino das aves brasileiras em março foram os Emirados Árabes Unidos, que importaram mais do que a China pela primeira vez. Os países árabes são importantes compradores das aves europeias, e o Brasil tem grande potencial de fornecer substitutos, já que vários frigoríficos do País estão habilitados a produzir o frango halal, com abate e corte que seguem as especificações da lei islâmica.

Segundo dados divulgados pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), em 2022 o Brasil deve ser protagonista da venda de carne de frango no mundo. Segundo a instituição, o País deve ser o principal candidato a suprir a demanda desse produto causada pela ausência da proteína ucraniana e pela menor oferta ocasionada pelos surtos de gripe aviária no mundo.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.