sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Governo de Goiás abre Sistema de Defesa Agropecuária (Sidago) a outros Estados

Tecnologia do Sidago permite, pelo celular, emitir Guias de Trânsito Animal (GTAs) e tirar notas fiscais,

O governador Ronaldo Caiado, de Goiás, participou no início do mês da solenidade de cessão de uso do Sistema de Defesa Agropecuária de Goiás (Sidago) a outros Estados. A videoconferência reuniu representantes de 14 unidades da Federação. A ação contribui para o cumprimento das prerrogativas exigidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para a garantia de que todo produto agropecuário nacional esteja protegido do risco de pragas e enfermidades.

A tecnologia do Sidago foi desenvolvida com o objetivo de facilitar a vida do produtor rural, uma vez que pelo celular é possível emitir Guias de Trânsito Animal (GTAs), tirar notas fiscais, fazer a declaração de vacinação contra aftosa, cadastro de lavouras, autorização para aquisição de mudas, dentre outros.

Durante o evento on-line, realizado pela Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), Caiado celebrou a oportunidade que o Estado tem de compartilhar seu know how para que “esse modelo seja implantado no maior número de lugares”. O acordo de cooperação, segundo o governador, representa um importante avanço tecnológico para o setor agrícola e para a economia do Brasil. “Naquilo que pudermos contribuir, contem com o Governo de Goiás”, enfatizou.

Plataformas tecnológicas com performance consolidada, como no caso do Sidago, permitem aos órgãos executores de sanidade agropecuária o acesso à informações com agilidade e segurança para subsidiar ações estratégicas. O recurso possibilita também o controle informatizado para acompanhamento do trânsito de produtos agropecuários no país com a finalidade de evitar incidentes sanitários. Os detalhes foram apresentados na videoconferência pelo diretor de Gestão Integrada da Agrodefesa, Augusto Amaral.

“Nós faremos a implementação no Estado demandante e, a partir de então, cada unidade da federação segue com a manutenção e o desenvolvimento”, explicou o presidente da Agrodefesa, José Essado. Ainda de acordo com ele, todo o trabalho da área de TI da agência tem como fim único desburocratizar, modernizar e agilizar os serviços oferecidos aos produtores.

Plataforma Sidago

O Sistema de Defesa Agropecuária de Goiás foi desenvolvido pela equipe de TI da Agrodefesa com investimentos feitos em tecnologia ao longo dos últimos anos pelo governo estadual. Desde 2019, o Tesouro Estadual realiza o repasse anual de R$ 1,4 milhão de investimentos à Agência. A plataforma integra informações estratégicas de defesa agropecuária animal e vegetal, acompanha em tempo real o trânsito agropecuário e permite ao gestor a tomada assertiva de decisões.
Em janeiro de 2020, o sistema passou a oferecer mais uma forma de acesso ao produtor rural. Na data, o governador Ronaldo Caiado lançou o aplicativo do Sidago, durante visita à sede da Agrodefesa. Com a iniciativa, na palma da mão, de qualquer lugar do país, pecuaristas e agropecuaristas cadastrados podem acessar a plataforma que oferece informações para a tomada de decisões estratégicas no campo.

Para usar o Aplicativo, o produtor deve possuir login e senha do Sidago. Caso ainda não possua, poderá obter uma senha acessando o site da Agrodefesa (www.agrodefesa.go.gov.br), no ícone Sidago e depois no link Primeiro Acesso.

Participaram da solenidade de cessão de uso do Sidago representantes dos Estados de Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Distrito Federal, Rio Grande do Norte, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Amapá, Roraima, Espírito Santo e Amazonas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.