quinta-feira, 7 de julho de 2022

França proíbe abate de pintos machos de um dia

A França exige que seus incubatórios parem com a controversa prática de abate de pintinhos machos de um dia.

A indústria avícola na França tem até o final de 2022 para interromper o abate de pintos machos de um dia, que afeta até 50 milhões de pintinhos na França a cada ano. Agricultores e produtores agora precisarão empregar métodos alternativos para garantir que os pintinhos machos nunca nasçam.

O decreto, publicado no Journal Officiel, diz: “Os operadores devem demonstrar conformidade… pela instalação de equipamentos que permitam determinar o sexo do embrião até o 15º dia de incubação (de 21), ou por qualquer outro meio fornecendo garantias equivalentes”.

Os produtores precisarão mostrar que pelo menos encomendaram máquinas de identificação de sexo até o final de março. Aqueles que não o fizerem serão multados.

Segue-se o anúncio no ano passado da ministra da Agricultura da Alemanha, Julia Klockner, de proibir o abate de pintos machos, referindo-se ao fim de “uma prática antiética” bem como um “passo significativo para o bem-estar animal”.

Determinando o sexo do embrião

Existem vários sistemas em desenvolvimento na Europa para determinar o sexo do embrião. A Hy-Line France está usando tecnologia óptica “hiperespectral” que permite que a cor das primeiras penas do pintinho seja conhecida no 13º dia do período de incubação de 21 dias. As penas masculinas são mais leves que as femininas.

As máquinas concorrentes incluíam as empresas Seleggt e Respeggt que permitem a sexagem dos ovos mais cedo, no 9º dia do período de incubação.

Em um artigo publicado em janeiro, a Hendrix Genetics disse que havia três abordagens alternativas principais para o abate de pintinhos machos de um dia:

  • Identificar, na genética, o mecanismo que pode, idealmente, desequilibrar completamente a razão sexual (50%:50%) em favor das fêmeas.
  • Desenvolver ferramentas que permitam a determinação do sexo do embrião in ovo antes da eclosão.
  • Desenvolver linhagens de dupla finalidade onde pintos fêmeas seriam criados como futuras galinhas poedeiras e pintinhos machos para carne.

A medida provavelmente levará outras nações a agir. A RSPCA Austrália disse que as tecnologias emergentes estão fornecendo alternativas comercialmente viáveis ​​ao abate de pintinhos machos. Pesquisas e inovações contínuas nesta área garantirão que o abate de pintinhos machos possa ser eliminado sem mais demoras.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.