sexta-feira, 27 de maio de 2022

Expressão da HSP70 na Bursa Cloacal de Embriões de Frangos de Corte Submetidos a Estresse Intermitente Moderado por Frio ou Calor

Figueiredo, D.F. Givisiez, P.E.N. Malheiros, R.D. Faria Filho, D.E. Furlan, R.L. Macari, M.

INTRODUÇÃO O embrião, bem como outros organismos, apresenta sistemas específicos que respondem a mudanças no seu ambiente, como a síntese de proteínas de choque térmico (hsps), que conferem proteção a células e organismos estressados (1). A síntese de hsps é aumentada para proteger as células contra injúrias durante períodos de estresse de diferentes naturezas, inclusive infecções e doenças auto-imunes, representando antígenos importantes na resposta imune humoral e celular (4). A resposta imune é altamente regulada e seu desequilíbrio resulta em imunodepressão; apresentando importância econômica significativa na produção comercial avícola (3). O objetivo deste trabalho foi avaliar a expressão de hsp70 na bursa de embriões de frangos submetidos a estresse intermitente moderado por frio ou calor. MATERIAL E MÉTODOS Foram incubados 300 ovos férteis, provenientes de matrizes com 39 semanas da linhagem “Cobb-500®”, divididos em 3 tratamentos: controle (C, temperatura de incubação de 37,6°C continuamente), estresse intermitente por calor moderado (Q, 38,4°C/4 h por dia após o 13° dia de incubação) e estresse intermitente por frio moderado (F, 36,1°C/4 h por dia após o 13° dia de incubação). Imediatamente após o período de estresse, foram colhidas amostras de bursa de 12 embriões de cada tratamento (4 repetições/tratamento formadas por pools de 3 bursas cada). Este procedimento repetiu-se no 14º, 15º, 16º, 17, 18º, 19º e 21º dia de incubação. Os ovos pertencentes ao tratamento C não sofreram nenhum tipo de estresse. As amostras colhidas foram armazenadas a -70°C, posteriormente homogeneizadas em tampão de lise (TRISHCl 20 mM pH 7,5; NaCl 0,9%; B-mercaptoetanol 2 mM) e centrifugadas. O sobrenadante foi utilizado para determinação da concentração de proteína total, em triplicatas, através do kit Bio-Rad Protein Determination Assay (Bio-Rad Laboratories, Hercules, CA). A quantificação de hsp70 foi realizada pela técnica de Western blotting e os dados foram expressos como ng de hsp70/µg de proteína total. Os resultados foram submetidos à análise estatística utilizando o procedimento General Linear Models (GLM) (2) e as médias de cada tratamento, ajustadas para efeitos de dia de incubação (linear e quadrático p<0,01), foram comparadas pelo teste t de Student. RESULTADOS E DISCUSSÃO As médias obtidas para cada tratamento estão apresentadas na Tabela 1. Foi observada uma menor expressão de hsp70 na bursa dos embriões referentes aos ovos que foram estressados por frio quando comparado aos submetidos a temperatura controle (p=0,04) ou aos estressados por calor (p=0,05). Por outro lado, não observou-se diferença quando comparados os tratamentos controle e estresse por calor (p=0,92). Semelhantemente, não foram verificadas interações entre tratamento e dia de incubação (p>0,05) (Figura 1).  Os resultados deste estudo indicam que as células da bursa cloacal são menos susceptíveis a baixas temperaturas de incubação do que a temperaturas mais elevadas, provavelmente em função de um atraso no desenvolvimento destes embriões, ocorrendo uma redução na expressão de proteínas, inclusive hsp70. Foi também observado um aumento na expressão de hsp70 até os 17º dia de incubação, para todos os tratamentos, e um subseqüente declínio, sugerindo um mecanismo de adaptação desenvolvido pelas células devido à exposição moderada a o frio e ao calor. CONCLUSÕES Os resultados obtidos indicam que o estresse por frio aplicado aos embriões induz a uma menor expressão de hsp70, enquanto que a expressão induzida pelo estresse por calor não diferenciou do controle, provavelmente devido à baixa amplitude de temperatura entre os tratamentos.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Gabriel JE, Da Mota AF, Boleli IC, Macari M, Coutinho LL. Growth, Development & Aging 2002; 66:27-33. SAS Institute, Inc. 2003. Sharma JM. Veterinary Immunology and Immunopathology 1991, 30:3-17. Zügel U, Kaufmann SHE. Clin. Microb. Rev. 1999, 12:19-39.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine a nossa newsletter.

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista AviSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

revista01

Avicultura de corte brasileira chegou a novos e inéditos resultados em 2021

Revista do AviSite faz um balanço do ano de 2021 trazendo os números de alojamento de matrizes de corte, produção de pintos de corte, produção, exportação e disponibilidade de carne de frango e disponibilidade per capita aparente de carne de frango. Página 22.

revista02

Influenza Aviária: os reais perigos dos novos surtos de H5N1

Com o crescimento de casos da cepa H5N1 em todo o mundo, aumenta a preocupação em manter o Brasil livre da enfermidade. Portanto, especialistas alertam para a necessidade de manutenção dos programas de biosseguridade, avaliando potenciais fragilidades e mitigando riscos. Página 30.

revista03

Arroz é alternativa viável para reduzir custos de produção de suínos e aves

Estudos da Embrapa mostram que o arroz pode complementar ou substituir o milho na ração animal. Página 36.

Fotografias Noelly Castro

União Europeia sanciona lei que bane uso indiscriminado de antibióticos e estimula o bem-estar na criação animal

Brasil deve ser impactado em relação às vendas da avicultura. Expectativa é de efeito positivo em outros países, inspirando a modernização de leis que visem à promoção de sistemas mais éticos e sustentáveis e a mitigação dos riscos de resistência antimicrobiana. Página 56.

revista04

Terceira geração de selênio: L-SeMet, OH-SeMet ou Zn-SeMet, quais são as diferenças?

Estudos sugerem que a forma de selênio ofertada na dieta determina sua eficiência e, dessa maneira, influencia o atendimento do requerimento nutricional dos animais. Página 42.

Melina Bonato

Conceitos de imunonutrição aplicados a avicultura

Este conceito é entendido e aplicado à nutrição animal há bastante tempo, já que os conhecimentos nas áreas de nutrição, sanidade, manejo e ambiência são bastante avançados; no entanto, apenas há alguns anos, o termo “imunonutrição” vem sendo usado efetivamente. Página 46.

frango (88)

Superdosagem de fitase proporciona bons resultados para combater miopatias em frangos de corte

A necessidade de resolver o problema associado à alta incidência de distúrbios metabólicos, como miopatias, tem atraído enorme atenção do setor. Página 48.

frango (45)

Impactos da ocorrência de Bronquite, Laringotraqueíte e Influenza Aviária na produção avícola brasileira

As infecções virais impactam as condições fisiológicas das aves, podendo provocar mortalidade e/ou morbidade, levando a alterações dos parâmetros produtivos. Página 50.