sexta-feira, 1 de julho de 2022

“Coma frango e ajude a combater as mudanças climáticas”

Pelo menos é isso que vem apregoando a Do Good Foods, empresa norte-americana cuja primeira unidade de produção está localizada em Fairless Hills, Pensilvânia. A promessa é a de que a unidade, desenvolvida como modelo, será replicada por todo o país nos próximos cinco anos.

A Do Good Foods – simplesmente, uma empresa dedicada ao aproveitamento e à redução dos resíduos de alimentos das grandes redes varejistas – não está sozinha na empreitada a que se propôs. A gestora de ativos Nuveen, também norte-americana, investiu no negócio perto de 170 milhões de dólares.

Mas, nessa história, onde entram o frango e o meio ambiente? Segundo seus fundadores, os irmãos Matt e Justin Kamine, a Do Good Foods desenvolveu um sistema de ciclo fechado para coletar e converter frutas, vegetais e carnes não comercializados pelos supermercados em uma ração animal rica em nutrientes e capaz de alimentar e produzir uma proteína animal sustentável – em última instância, o frango.

A propósito das matérias-primas utilizadas na produção dessa “ração animal rica em nutrientes” a empresa informa que a primeira unidade industrial tem capacidade para recolher e converter diariamente 160 toneladas de alimentos excedentes coletados em aproximadamente 450 supermercados, totalizando 60 mil toneladas anuais.

A empresa estima que, anualmente, os supermercados norte-americanos gerem mais de 20 milhões de toneladas de resíduos de alimentos. Daí o plano de replicar o modelo em todo o país nos próximos cinco anos.

“Precisamos de soluções viáveis para nossos enormes problemas ambientais e precisamos delas agora”, ressalta Matt Kamine, co-diretor executivo da Do Good Foods. “Não podemos esperar 10 ou 20 anos. O melhor da iniciativa da Do Good Foods é que ela tem impacto econômico e ambiental imediato, levando-nos em direção a um sistema alimentar mais sustentável para todos ”.

A promessa é a de que o primeiro produto a ser lançado – o Do Good Chicken, ou seja, um frango produzido com ração proveniente de resíduos de alimentos – estará disponível em supermercados, restaurantes e outros pontos de venda de food-service em todo o país no início do próximo ano.

Ressalta-se, mais de uma vez, que consumir esse frango vai ajudar a combater as mudanças climáticas. Para reforçar tal afirmação, a empresa contratou, como Diretor de Estratégia, o chef e ex-conselheiro de política nutricional do presidente Barack Obama, Sam Kass, que declara:

“Como chef que também teve assento na mesa de políticos, trabalhei com governos, ONGs, empresas e acadêmicos para resolver a problemática do desperdício de alimentos”. A Do Good Foods terá um impacto sobre essa questão em uma escala a que ainda não assistimos. Quando lançarmos nossa marca de alimentos voltada para a missão, as pessoas poderão – simplesmente consumindo um delicioso frango – exercer significativo impacto no desperdício de alimentos e nas mudanças climáticas”.

Clique aqui para acessar o site do “Do Good Chicken” e conhecer, com maiores detalhes, suas implicações no meio ambiente e nas mudanças climáticas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.